domingo, 26 de março de 2017

Lula e as pernas da mentira, por Mary Zaidan, O Globo

Com pernas muito mais longas do que o dito popular proclama, a mentira sempre foi parceira dos políticos, por vezes confundida com esperteza e até sabedoria. Mas verdade seja dita: só foi institucionalizada no Brasil a partir do governo do ex Lula, que a ela conferiu requintes de mestre.
Lula mente com convicção.

“Não acredito que o mensalão tenha existido”, disse Lula em 2012 em entrevista ao The New York Times. O mesmo Lula que, com olhos marejados, pediu desculpas aos brasileiros pelas falcatruas cometidas por companheiros. E que, entre “indignado” e “traído”, assegurava nada saber.

O mesmo Lula que, com palco e pompa produzidos pelo PT, tenta agora destruir a Lava-Jato – “uma moeda que tem a cara da Globo, de outros jornais, da Polícia Federal, do Sérgio Moro, e não tem a cara do povo que tá sendo prejudicado”.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Carnaval temporão de Porto Alegre é decepcionante, deprimente e patético

O carnaval temporão que abriu ontem a noite em Porto Alegre foi decepcionante, deprimente e até patético, não só pela falta de público, mas sobretudo pela falta de entusiasmo, organização e beleza.

Um escracho.

A iniciativa privada não sabe fazer carnaval sem dinheiro público farta e de graça.

Nelson Jobim confunde banana com laranja para ajudar Lula e o PT

Jobim faz discurso para defender o comerciante petista que abriu o bico na PF.

O ex-ministro da Justiça, da Defesa e do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim resolveu encorpar os protestos do PT e seus aliados da organiozação criminosa investigada pelaLava Jato, protestando contra a diferença no tratamento sobre vazamentos de procuradores do Ministério Público na "coletiva em off" para jornalistas, onde vazaram uma parte da lista de acusados de Rodrigo Janot, e contra o comerciante Eduardo Guimarães:

- É admissível o tratamento diverso a situações iguais? Nada será investigado e nada acontecerá a respeito dos vazamentos das delações da Odebrecht?.

Nelson Jobim sabe que trata de situações desiguais para encontrar argumentos falsos.

O comerciante cometeu o crime de prevenir investigados sobre ações policiais em andamento, como foi o que ocorreu no caso da condução coercitiva de Lula, usando fontes criminosamente cúmplices da Receita Federal, enquanto que no caso da Lista de Janot, só o que aconteceu foi o vazamento de nomes listados para efeito de investigações, denúncias e processos, coisa que os petistas aliados de Jobim fizeram durante 12 anos, sem que o ministro nunca tivesse aberto a boca para protestar.


Marchezan cobra a Cpers diz que vai pagar pela limpeza da sujeira que fez em Porto Alegre

Depois de emporcalhar a cidade, sexta-feira, o Cpers-Sindicato confirmou na manhã deste sábado que irá pagar os custos da pintura da ciclovia pichada durante protesto em frente ao condomínio onde mora o governador José Ivo Sartori. A EPTC realizou os trabalhos deli,peza da sujeira na Avenida Wenceslau Escobar, na zona sul de Porto Alegre, nesta manhã.

O Cpers representa os professores públicos estaduais, cuja missão é educar as crianças gaúchas.


Um fiscal da EPTC registrou em imagens uma mulher pichando a via exclusiva para ciclistas, com dizeres contra Sartori e contra o presidente Michel Temer. A prefeitura já havia notificado o sindicato na sexta-feira.

Abin tem relatórios ferozes contra entrega de territórios de fronteira para estrangeiros

Relatórios da Abin sobre a extensão das terras adquiridas pelo norte-coreano Sun Myung Moon, o reverendo Moon, em Mato Grosso e no Paraguai, criando uma espécie de zona neutra na fronteira e sobre os negócios do sueco Johan Eliasch, proprietário de 160 mil hectares na Amazônia, uma parcela em parque estadual, utilizados para especular com créditos de carbono no Exterior, alertam o governo sobre a cobiça estrangeira sobre essas áreas, que são consideradas de segurança nacional.

A Amazônia é a grande área de cobiça e corre o risco de sair da soberania brasileira.

Grandes grupos exteriores, como foi o caso da finlandesa Stora Enzo, usaram empresas brasileiras para servir de fachada para compras de terras em zonas de fronteira do RS.

A regra atual restabeleceu os artigos da Lei 5.709, de 1971, que impõe restrições para que estrangeiros adquiram terras. Assim, a compra de imóvel rural não poderá superar 50 módulos rurais. O módulo é o tamanho mínimo da propriedade, suficiente para garantir o sustento do agricultor e varia de tamanho em cada Estado. Nas fronteiras, a compra de terra deverá passar por aprovação do Conselho de Segurança Nacional. Essas regras começaram a ser alteradas em 1994, mas o governo acabou perdendo totalmente o controle sobre terras vendidas a estrangeiros. O Incra calcula em 4,3 milhões de hectares as terras em mãos de estrangeiros, mas são dados declarados, que não incluem muitas empresas com capital externo nem terras em nome de laranjas. 

CMPC e aliados dobram Padilha: projeto que entrega terras de fronteiras para estrangeiros irá na semana que vem para o Congresso

A CMPC e os outros grupos estrangeiros, poderão comprar quanta terra quiserem nas fronteiras e enfiar ali os negócios que quiserem, inclusive de caráter militar e de grandes ocupações populacionais.

Ao lado, o gaúcho Walter Lídio, o líder do lobby nacional.

Sob forte lobby sobretudo de papeleiras estrangeiras como a chilena CMPC, Guaíba, RS, que fala diretamente com o ministro Eliseu Padilha durante suas visitas a Porto Aldre, mas tambem em Brasília, elaborado com a participação do Planalto e representantes da bancada ruralista, o projeto que prevê a autorização de venda de terras do País a estrangeiros deve ser apresentado ao Congresso até quinta-feira para que seja colocado em votação ainda no primeiro semestre. 

Atualmente, essas regras estão baseadas apenas em um parecer da Advocacia-Geral da União (AGU), de agosto de 2010 e proíbem a venda.

O negócio tem a firme oposição das Forças Armadas, que não quer terras de fronteira em mãos estrangeiras.

O governo desistiu da possibilidade de estabelecer os novos critérios por meio de medida provisória, que teria efeito imediato. O caminho escolhido será o de recorrer à elaboração de um texto que servirá de substitutivo ao Projeto de Lei 4952/2012. A proposta, na qual será anexado o texto, tramita em caráter de urgência e está pronta para votação no plenário da Câmara.


Tido como uma das prioridades do governo Temer, o projeto passará pelos últimos acertos em reunião prevista para ocorrer na segunda-feira entre o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o relator do projeto, deputado Newton Cardoso Júnior (PMDB-MG).

Antonio Carlos Prado, Istoé - Srs. juízes, condenem e prendam Lula já!

O signatário desse artigo é intransigente defensor do Estado de Direito.

O signatário desse artigo só concorda com a condenação de uma pessoa se ela se der dentro dos limites que o Estado de Direito, por definição, tem de impor a si – e que se traduz no princípio do “devido processo legal”.

O signatário desse artigo detesta hipocrisia – e por isso acha que Lula ir para a cadeia é providência para ontem.


Os juízes que têm em mãos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva devem se precaver quanto a demora em julgá-los, em condenar e em prender o réu.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Atos públicos por "Lava Jato Até o Fim !' sairão hoje em todo o Brasil

Em Porto Alegre, os atos sairão no Parcão,15h.

Hoje é dia de grandes atos públicos nacionais de apoio à Lava Jato Até o Fim !

Neste domingo, dia 26 de março de 2017, está convocada uma manifestação nacional destinada a impedir que o establishment (políticos, grande mídia, formadores de opinião, mega empresários, ONGs esquerdistas e todos os partidos políticos) consigam deter a operação iniciada no Paraná.


Os manifestantes exigirão o fim do festival de horror.

CLIQUE AQUI para saber quais as cidades e locais de concentrações.

Dia será de sol, temperatura amena e poucas nuvens no RS

Porto Alegre, 8h30min, 22 graus

Este domingo será mais um dia com a presença do sol acompanhado de nuvens no Rio Grande do Sul.

Em Porto Alegre há presença maior de nuvens, mas a temperatura é amena neste momento, 8h30min.


A parte da tarde será um pouco quente.Em Porto Alegre, a mínima deve ser de 19ºC e a máxima, de 29ºC.

sábado, 25 de março de 2017

Temer vai sancionar lei da terceirização. Ele não vai esperar pelo Senado.

O presidente Temer decidiu sancionar a lei da terceirização assim como saiu da Câmara, sem esperar pelas nova lei do Senado.

Temer sabe que teria problemas tremendos com os deputados que votaram a favor do projeto, correndo todos os riscos,.

Ricardo Noblat, O Globo - Dilma jura inocência e aponta o dedo para Lula

De público, a presidente Dilma Rousseff jamais admitirá. Por respeito a Lula e para não ser apontada como ingrata. Se tal acontecesse, o PT não lhe daria sossego.

Mas em conversas com auxiliares, e traindo sua aflição, Dilma admite que Lula é o grande culpado pelos dias infelizes que ela atravessa.


Embora diga que não sabia de nada, Dilma afirma que Lula não poderia ignorar o esquema de roubalheira na Petrobras. Se não foi responsável por ele, foi conivente pelo menos, segundo ela.

Lula e Temer estão afinadíssimos

Acoluna Radar, Veja de hoje, diz que em uma conversa com um petista estrelado, Michel Temer disse que Lula pode, sim, substitui-lo em 2018. Os dois estão afinados. Lula tem dito que seria importante para o país a permanência de Temer até o fim do mandato.

Alceu Moreira é o novo presidente do PMDB do RS

O deputado federal Alceu Moreira foi eleito na tarde deste sábado o novo presidente do PMDB no Rio Grande do Sul. Moreira irá presidir o partido durante os próximos dois anos.


A chapa única teve 440 votos a favor, nove contra, seis nulos e dois em branco. “Com inspiração e trabalho, vamos fazer nascer um futuro, um novo caminho para o RS e o Brasil”, disse o parlamentar.

Editorial, O Globo - Depoimentos arranham ainda mais imagem de Dilma

Testemunho de Marcelo Odebrecht ao TSE ajuda a acabar com a ideia de que a ex-presidente nunca soube dos subterrâneos do financiamento de sua campanha pela empreiteira

Nos testemunhos negociados pelo ainda senador Delcídio do Amaral com a Lava-Jato, a presidente Dilma já sofreu sérias avarias. Ela, que sempre procurou se manter distante dos subterrâneos de suas campanhas, em 2010 e 2014, e dos bastidores das falcatruas, depois comprovadas, na Petrobras, cujo Conselho Administrativo presidia. Pois Delcídio denunciou proposta de Dilma de nomear ministro do STJ em troca da concessão de habeas corpus a empreiteiros presos pela Lava-Jato.

Houve, ainda, testemunhos do ex-diretor Internacional da estatal, Nestor Cerveró, também à Lava-Jato, sobre responsabilidades reais de Dilma, como presidente do conselho, na compra desastrosa, e suspeita, da refinaria de Pasadena.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Perondi quer disputar vaga de Paim ou Ana Amélia

O deputado federal Darcísio Perondi arma-se para disputar uma das duas vagas gaúchas de senador que vagarão no ano que vem, mas Ana Amélia e Paim querem  a reeleição.

Rigotto quer disputar a sucessão de Temer.

O ex-governador Germano Rigotto está armado para disputar a presidência da república pelo PMDB. Ele tentou isto uma vez e foi traído pelo ex-governador Garotinho.

Ele lançou sua pré-candidatura na convenção de hoje do PMDB do RS.

Propina da Odebrecht para campanha de Dilma Roussef era limitada em R$ 500 mil para caber em mochila, diz ex-diretor da Odebrecht

"Era mochila ou mala,dependendo da quantidade, e os pagamentos eram feitos até em cabarés", denunciou o diretor da Odebrecht ao TSE.

O jornal O Globo de hoje revela um depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no qual o ex-diretor da Odebrecht Hilberto Mascarenhas contou que o valor máximo do pagamento de propina em dinheiro a políticos e intermediários era R$ 500 mil, pois a quantia era o volume máximo para caber dentro de uma mochila e não levantar suspeitas.

“Se eu tenho um pagamento de R$ 2 milhões, isso é uma mala. Ninguém pode estar transitando na rua com uma mala com R$ 2 milhões. Então, existiam também regras como, por exemplo, o valor máximo a ser pago era de R$ 500 mil, que cabia dentro de uma mochila”, declarou o ex-dirigente da Odebrecht. “Se você tinha R$ 2 milhões a receber, você ia receber quatro vezes 500 (mil). E aí tinha que ser combinado alguma coisa. Mas nem sempre, ministro, com o interessado final. Às vezes, tinha muito preposto”, explicou.

Hilberto prestou depoimento ao TSE, em março, como testemunha nas ações que tramitam no tribunal pedindo a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer por suposto abuso de poder político e econômico na eleição presidencial de 2014. Ele era o responsável pelo Departamento de Operações Estruturadas da Odebrecht, setor que ficou conhecido como departamento de propina.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Convenção de hoje do PMDB do RS escolherá Alceu Moreira para a presidência

O deputado Alceu Moreira será escolhido, hoje, por consenso, novo presidente do PMDB do RS. A convenção estadual do Partido começou as 8h30min no auditório da Aiamu, rua dos Andradas, Porto Alegre.

Quando o leitor mente porque prefere desconhecer a verdade

O economista Darcy F. C. dos Santos responde ao leitor que exagerou na dose:

Um leitor disse  eu ganho R$ 36 mil por mês. Mente. Ninguém no Poder Executivo ganha mais que R$ 30.370,00,  que é o teto. Isso é muito, também concordo. Acontece que foi o que estabeleceu a lei para quem tem mérito, portanto formação e competência para ganhar isto e muito mais na iniciativa privada ou no setor público, sobretudo ao final de uma carreira exitosa. Eu estudei muito e passei em concurso público em  dois órgãos que pagam esses valores e lá me dediquei ao trabalho, como sempre faço. Quanto ao absurdo de pagar produtividade a aposentado, também concordo, mas não sou eu quem paga para mim.  Sou  a favor da média para o cálculo das aposentadorias. Esses absurdos de que ele fala, só servem para confirmar o que eu  digo. 
Mas ele não leu bem  o meu texto:  minha crítica é quanto à precocidade das aposentadorias (que também não é culpa dos beneficiários), porque elas estão impedindo pagar melhor certas categorias, entre elas o magistério, que ganha pouco demais.

Ademais, o mundo mudou e as coisas que eram feitas não podem mais ser feitas.  Em 1974, quando entrei no Estado, os inativos representavam  menos de 21% da folha e hoje representam mais de  55%.  Mas se as pessoas querem continuar se enganando, atirando no mensageiro em vez conhecer sua mensagem, que colham as consequências que virão em breve e serão devastadoras. 

Lava Jato já é rota de turismo em Curitiba

Dona de uma agência em Curitiba, Bibiana Antoniacomi, acaba de criar umanova rota turística em Curitiba:  um passeio pelo local de trabalho do juiz Sergio Moro e pela prisão onde estão José Dirceu e Eduardo Cunha.

AGU defende delegado processado por Lula e reafirma que ele é o "Amigo" citado nas bandalheiras da Odebrecht

A Advocacia-Geral da União, AGU, defende o delegado da Polícia Federal Filipe Hille Pace na ação em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pede R$ 100 mil de indenização por danos morais supostamente sofridos na atuação do delegado na Operação Lava-Jato. O pedido partiu do próprio delegado, de acordo com a Advocacia-Geral. A ação corre na 5ª Vara Cível de São Bernardo do Campo.

O dano moral alegado pelos advogados do ex-presidente teria acontecido na referência ao nome dele em um relatório feito sobre investigação contra Antonio Palocci. Mesmo sem ter Lula como alvo do inquérito, o delegado disse que havia respaldo probatório e coerência para se considerar que ele era o "Amigo" das planilhas da Odebrecht.

Os advogados da União também afirmaram que a conclusão de que há indício de que o ex-presidente era o "Amigo" da planilha de Marcelo Odebrecht não foi baseada em "meras conjecturas fantasiosas" ou na opinião pessoal "leviana" do réu, como alegado pelo ex-presidente, mas "em provas robustas colhidas ao longo de uma investigação minuciosa e exaustiva". Dizem ainda que "as provas foram geradas no corpo de uma investigação lícita, sem qualquer arbitrariedade, abuso de poder ou desvio de finalidade".

Conheça as novas regras do Minha Casa, Minha Vida

Foram publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira as novas regras do Minha Casa Minha Vida. Os novos critérios de seleção referem-se à faixa 1 do programa, que atende famílias com renda de até R$ 1,8 mil.

 Eis os 5 pontos quais são as principais mudanças:


1. A partir de agora, a modalidade Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) chegará aos municípios com população inferior a 50 mil habitantes.

CLIQUE AQUI pra ler tudo.

Entenda o que diz a lei sobre as ilegalidades e imoralidades na concessão da Medalha do Mérito Farroupilha

O editor agrupou a justificativa tosca apresentada pela deputada comunista Manuela D'Ávila para conceder a Medalha do Méritio Farroupilha para o ex-BBB e deputado do Psol carioca Jean /Wyllis. 
Está tudo no link a seguir.

O leitor também encontrará excerto da ata da reunião da Comissão de Direitos Humanos, na qual a indicação de Manuiela foi acolhida.Votaram a favor os deputados Adilson Troca, Zé Nunes, Juliana Brizola, Álvaro Boesio e Juliano Roso. O deputado Sérgio Moraes não votou, alegando que caberá à Mesa da Assembléia decidir.

O caso está com a Mesa.

O advogado Pedro Lagomarcino, que na segunda-feira intentará Ação Popular  com pedido de antecipação de tutela,  disse ao editor que toda a questão, destaco, legal, está, além da imoralidade por violação ao art. 37, da CRFB/88, na violação do art. 2º, §4º, da Resolução da Mesa Diretora nº 937/09.
A leitura que se faz é: qualquer deputado pode indicar e só a Mesa Diretora, após exame, pode aprovar.
CLIQUE AQUI para ler a íntegra da Resolução, com modificações atualizadas depois de escândalo anterior produzido pela deputada petista Marisa Formolo.

A Ação atingirá Manuela e a Mesa, caso esta aprove o monstrengo.

CLIQUE AQUI para ler a justificativa comunista e a ata da reunião da Comissão.

Editorial, Gazeta do Povo, Curitiba - Os acertos e os exageros da Carne Fraca

Inadvertidamente ou não, a maneira como os dados foram apresentados colocou sob suspeita, em sua totalidade, tanto a cadeia da carne quanto o rigor da fiscalização

Passado o impacto inicial e o choque com as informações repassadas pelos responsáveis pela Operação Carne Fraca, fica evidente que há diversos fios soltos que ainda precisam de esclarecimentos. A Polícia Federal foi especialmente criticada pela falta de critério em alguns detalhes de ordem técnica, como o suposto potencial cancerígeno do ácido ascórbico, e alguns erros bastante primários, como o caso em que o papelão, de embalagem, passou a ser ingrediente de carnes adulteradas. Mas há questões de outra natureza ligadas à maneira como a operação – ou pelo menos seu anúncio – foi conduzida, e que precisam ser analisadas.

As críticas, no entanto, não minimizam a gravidade do que foi descoberto.

CLIQUE AQUI para ler tudo.