Por que o povo não está mais nas ruas?

Por que o povo não está mais nas ruas?

Nas favelas do Rio de Janeiro não se vê nenhum protesto contra a dificílima situação por que passam os cidadãos de bem em meio às guerras entre facções criminosas e o império do crime.

Por que o povo não vai para as ruas protestar?

Não vai apenas por dois motivos: Primeiro pelo medo de represálias por parte da bandidagem, e segundo, porque não tem qualquer esperança de que sua manifestação venha a surtir qualquer efeito.

A população brasileira que já saiu para as ruas em protesto, agora não está mais saindo. E o motivo é somente um: Não tem qualquer esperança de que seu protesto vá provocar alguma mudança na situação.

O Brasil tem três poderes independentes conforme a constituição cidadã, porém estes três poderes se resumem, na vida real, em apenas um. O poder daqueles que mandam no país.

Tanto o STF como o STJ já demonstraram que decidem conforme o criminoso. Assim Temer e Dilma foram inocentados pelo STJ e o Aécio pelo STF. Inúmeros bandidos foram libertados por estes tribunais, independentemente da vontade popular expressada ululantemente nas redes sociais.

As condenações de corruptos estão restritas apenas a alguns tribunais de primeira instância, e o STF demonstra estranhíssima agilidade no sentido de impedir que os condenados em segunda instância sejam presos.

E assim, todos ficarão aguardando o transito em julgado como nosso paladino Paulo Maluf réu no supremo a mais de 15 anos e ainda não condenado. Continuaremos a ser o paraíso da impunidade.

Quando o ser humano não vê mais nenhuma possibilidade de resolver seus problemas através de seus próprios meios ou daqueles ao seu alcance, perde a esperança e, ou desiste de vez ou espera que alguma entidade superior resolva seu problema. Na maior parte das vezes esta esperança é depositada em Deus ou em seus representantes celestiais.

No caso real do Brasil, esperar que Deus resolva o emaranhado de problemas que contribuem para a destruição do país é uma coisa que não passa pela cabeça de ninguém, e, portanto, o restante fio de esperança acabará depositado em algum salvador da pátria.

Acontece que no atual modelo brasileiro, não serão as urnas que promoverão qualquer mudança.

Não há salvadores da pátria e, quem dos atuais governantes não for votado acabará ganhando um cargo seja pela proporcionalidade, seja pela nomeação para um ministério, uma diretoria de estatal ou qualquer outra das sinecuras extremamente abundantes nesta terra de apadrinhados.

Não vejo outra solução a não ser zerar tudo e começar novamente.


Chamem de volta o Cabral, o Pedro Álvares, para redescobrir o Brasil. Ou quem sabe alguma outra entidade com força suficiente para limpar tudo e recomeçar novamente com uma nova Constituição decente, aplicação de leis justas e punição rigorosa dos culpados.

Artigo, Fábio Jacques - Por que o povo não está mais nas ruas?

O autor é CEO da Jacques - Gestão através de Idéias Atratoras, Porto Alegre, www.fjacques.com.br. fabio@fjacques.com.br

Nas favelas do Rio de Janeiro não se vê nenhum protesto contra a dificílima situação por que passam os cidadãos de bem em meio às guerras entre facções criminosas e o império do crime.

Por que o povo não vai para as ruas protestar?

Não vai apenas por dois motivos: Primeiro pelo medo de represálias por parte da bandidagem, e segundo, porque não tem qualquer esperança de que sua manifestação venha a surtir qualquer efeito.

A população brasileira que já saiu para as ruas em protesto, agora não está mais saindo. E o motivo é somente um: Não tem qualquer esperança de que seu protesto vá provocar alguma mudança na situação.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Ministro da Defesa diz que revista Época ofendeu as Forças Armadas. Ele exige direito de resposta.

A revista da Rede Globo foi desonesta, pífia e insultuosa, além de preconceituosa.

O ministério da Defesa exigiu que a revista Época dedique sua próxima capa e também use espaço igual ao da reportagem desta semana, para que apresente direito de resposta "em decorrência de publicação ofensiva às Forças Armadas constante da matéria de capa da Revista Época, Edição 1008, de 14 de outubro de 2017".

A reportagem foi tão generalista e imprópria que nenhuma outra mídia ousou replicá-la (este blog reproduziu tudo, advertindo para o tom ofensivo e escandaloso da publicação).

Em longa carta, escreve o ministro Raul Jungmann:

- A Revista Época publicou e divulgou, em sua matéria de capa, reportagem com o título “A CORRUPÇÃO FARDADA”, na qual ofende profundamente a honra e a dignidade dos militares brasileiros, bem como da instituição Forças Armadas, integrada pela Marinha, Exército e Aeronáutica.


CLIQUE AQUI para ler o inteiro teor da carta do ministério da Defesa.

Gastos com cedências remuneradas serão 70% menores a partir de agora.

Serão  R$ 28 milhões anuais a menos.

O governo cedeu ao flexibilizar sua proposta inicial de acabar totalmente com as 317 cedências de servidores estaduais para sindicatos públicos, mas ainda ficou com ganhos significativos, porque segundo cálculos do líder Gabriel Souza, os cofres públicos registrarão ganhos de até 70% sobre os valores atuais que paga, calculados atualmente em R$ 40 milhões.

Este dinheiro que era drenado para engorda de pelegos sindicais da área pública, voltará para os contribuintes e até servirá para encorpar a Folha dos próprios servidores do Executivo.

Só Boesio, PMDB, votou com a oposição no caso das cedências remuneradas para sindicatos

Vários deputados até deram quorum para a sessão de ontem, mas não votaram. 

Álvaro Boesio, PMDB (foto ao lado), foi o único deputado da base aliada que votou contra o seu próprio governo no caso da proposta que limita as cedências remuneradas de servidores, foi Álvaro Boesio. Até mesmo Gilberto Capoani votou com seu governo.

A base votou unida, reunindo todos os demais votos do PMDB e a totalidade das bancadas do PP, PSDB, PSB, PPS, PRB, PV, PSD e PR. A base ainda contou com votos preciosos do independente PTB, que colaborou com três apoios.

PT, PDT, PCdoB, Psol, PPL e Rede foram unidos no apoio à vanguarda do atraso.

CLIQUE AQUI para saber como votou cada deputado.

Procergs continua em greve

Os empregados da Procergs continuam em greve.

A Procergs não está na lista das estatais a fulminar.

Mas pode entrar a qualquer momento.

Como se sabe, Procempa e Serpro procuram clientes públicos há muito tempo.

As reuniões de conciliação do TRT do RS para os casos das fundações não valem mais nada

O governo gaúcho até participará da agendada reunião de conciliação com representantes das seis fundações que extingue, mas apenas para reafirmar suas posições e deixar claro que depois da decisão do STF, perdeu sentido a extenuante jornada noite a dentro que  a Justiça do Trabalho do RS vinha impondo, impedindo a rápida ação do governo.

Há nove meses, desde que o TRT passou a jogar do lado dos sindicatos e dos empregados, casos como os da Corag custam o olho da cara para os contribuintes. O Diário Oficial do Estado, por exemplo, continua sendo impresso, mesmo que a Procergs possa editá-lo na web sem custo adicional algum.

Presidente da FGV falará as 15h no BRDE

O presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal, falará as 15h no auditório do BRDE. Vai explicar o estado da economia no âmbito da gteopolítica mundial.

Produção de aço bruto avançou na passagem de agosto para setembro,

A produção de aço bruto somou 2,9 milhões de toneladas em setembro segundo dados divulgados ontem pelo Instituto Aço Brasil (IABr). Tal resultado representou aumento de 1,5% em relação à produção de agosto, segundo os dados dessazonalizados pels economistas doDepec-Bradesco,que passaram estas informações ao editor na manhã de hoje.

A produção de aços planos registrou queda de 4,4%, refletindo a redução de 4,7% das vendas internas e de 14,9% das exportações. 

Em sentido contrário, a produção de semi-acabados cresceu 8,4%, apesar da retração das vendas e das exportações, que diminuíram 4,8% e 33,6%, nessa ordem.  Por fim, a produção de aços longos apresentou alta de 2,3%, diante da expansão de 10,4% das vendas internas e 7,9% das exportações. 

O resultado corrobora nossa  perspectiva de alta da produção industrial em setembro, que será divulgada no início do próximo mês pelo IBGE. 

Setor de serviços recuou na passagem de julho para agosto, diz IBGE

O volume de serviços prestados às famílias e empresas caiu 1,0% entre julho e agosto, descontada a sazonalidade, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços divulgada ontem pelo IBGE. Na comparação interanual, a queda foi de 2,4%, inferior à retração esperada pelo mercado, de 2,0%. Tal movimento foi concentrado na categoria de serviços prestados às famílias, que recuou 4,8% na margem, puxado pela retração do volume de serviços de alojamento e alimentação. As demais categorias apresentaram variação positiva, mostrando alguma recuperação ante o mês anterior. A receita nominal, por sua vez, teve queda de 0,6% na passagem de julho para agosto, e registrou alta de 2,0% na comparação interanual. 

Apesar desse resultado, o mercado mantém a expectativa de retomada da atividade do setor, ainda que de forma gradual.

Alba pagou 50% do 13o dos servidores de Gravataí

O prefeito de Gravataí, Marco Alba, disse ontem ao editor que pagou nesta segunda-feira a metade do 13o salário de todos os servidores.

O prefeito cumpre seu segundo mandato e continua ajustando a gestão municipal, visando equilibrar as contas públicas, esgualepadas por 13 anos seguidos de governos do PT. A última prefeita petista foi cassada por improbidade e deixou uma herança maldita de R$ 700 milhões em dívidas, o equivalente a um ano e meio do orçamento municipal.

Recuo do PIB apurado pelo BC não muda cenário de retomada da economia

O IBC-Br, proxy mensal do PIB, registrou queda de 0,38% na passagem de julho para agosto, ajustado para os efeitos sazonais, conforme divulgado há pouco pelo Banco Central. O resultado ficou abaixo das expectativas dos analistas de mercado, de queda de 0,25%. Na comparação interanual houve alta de 1,64%. 

Esse resultado não altera a expectativa de retomada gradual da atividade econômica, com crescimento do PIB no terceiro trimestre. Espera-se ainda uma aceleração da atividade econômica no quarto trimestre, consistente com a projeção de uma expansão de 0,9% do PIB neste ano.

FIERGS orienta empresas sobre implementação do eSocial

Unificar o envio de informações dos funcionários pelo empregador, consolidando informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas em uma única entrega é o objetivo do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). 

Para preparar o setor industrial em relação a essas mudanças, a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) realizou nesta terça-feira o evento eSocial em Debate: Uma nova cultura nas relações entre empregadores, empregados e governo, no Teatro do Sesi, em Porto Alegre. A previsão de entrada em vigor é no dia 1º de janeiro de 2018, mas já está em análise a possibilidade de que as exigências sejam cobradas de forma gradual após essa data.  

A Fiergs produziu informações que ajudam a compreender o caso. Leia:


A ideia do evento foi apresentar uma abordagem prática e acessível sobre o eSocial, informando e orientando as empresas para as novas demandas das relações de trabalho. “O número expressivo de participantes neste debate revela a importância do tema tratado.

CLIQUE AQUI para saber mais.

Luciano Huck para presidente pelo PPS

O PPS quer lançar Luciano Huck para a presidência do Brasil.

Aceleração dos preços agropecuários explicou o avanço do IGP-10 em outubro

O IGP-10 subiu 0,49% em outubro, de acordo com os dados divulgados há pouco pela FGV, em linha com a mediana das expectativas do mercado (0,52%). 

A aceleração em relação a agosto, quando o índice avançou 0,39%, foi explicado principalmente pela alta dos produtos agrícolas no atacado, que passaram de uma deflação de 0,94% para uma alta de 0,88% nessa divulgação. Em contrapartida, o IPA industrial desacelerou de 1,05% para 0,61% neste mês, refletindo o alívio do preço do minério de ferro. O IPC, por sua vez, subiu 0,18% no período, após mostrar estabilidade no mês passado. Por fim, o INCC passou de uma elevação de 0,35% para outra de 0,11%. 

Com esse resultado, o IGP-10 acumulou deflação de 1,3% nos últimos doze meses, ante recuo de 1,7% na leitura anterior.

Câmara reage à rebeldia dos juízes e vai acabar com a Justiça do Trabalho

A Câmara dos Deputados vai reagir duramente à articulação de entidades de juízes do Trabalho para boicotar a reforma trabalhista, que entra em vigor no dia 11. A reação à desobediência de juízes recebeu o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, em reunião com deputados que atuaram na Comissão da Reforma Trabalhista. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. Leia mais:

A ideia é votar projeto que extingue a Justiça do Trabalho, “justiça jabuticaba” que só existe no Brasil. 

Rodrigo Maia havia defendido a extinção da Justiça do Trabalho em março: chegou a afirmar em Brasília que “não deveria nem existir”.

O projeto prevê, com a extinção, que magistrados do Trabalho de todos os níveis, inclusive ministros, serão realocados na Justiça Federal.

Estudos mostram que a modernização das leis trabalhistas tornará inócua a Justiça do Trabalho, o que motiva mais a defesa da extinção.

TVE-RS é a primeira a demitir

A partir de hoje, os trabalhadores das outras cinco fundações também começarão a ser demitidos.

O presidente da Fundação Piratinmi (TVE do RS) pulou na frente e iniciou ontem o processo de demissão e transferências dos 247 servidores. 42 servidores possuem estabilidade constitucional e permanecerão no quadro de funcioná4rios do governo.

A Justiça do Trabalho vinha "amarrando" há nove meses o processo de extinção de seis Fundações, mas o STF mandou tocar o caso adiante sem ouvi-la mais um só dia.

As outorgas públicas da TVE e da rádio Cultura passarão para a secretaria da Comunicação.

Servidores de Porto Alegre decidem manter a greve até o dia 24

Os servidores municipais de Porto Alegre ingressam, hoje, no seu 14o dia de greve. Ontem, em Assembléia, o Simpa decidiu que manterá a paralisação até o dia 24, quando reavaliará os rumos do movimento.

Morreu o ex-deputado gaúcho Alceu Martins

Morreu ontem o ex-prefeito de Taquara e ex-deputado estadual Alceu Martins (Arena e PDS).

Assembléia gaúcha aprova projeto que limita cedências pagas para sindicatos públicos

Com 27 votos favoráveis e 21 contrários, além de uma emenda do líder do governo, deputado Gabriel Souza e mais sete parlamentares, a Assembleia Legislativa aprovou, na tarde desta terça-feira (17), o PL 148 2017, do governo do Estado, que limita em um o número de dispensa de servidores para o exercício de mandato eletivo em confederação, federação, sindicato, entidade ou associação de classe. A emenda aprovada prevê um número maior de cedências daquele proposto no projeto original.

Emenda
O projeto foi aprovado com a emenda do líder do governo, prevendo um limite maior de cedências. No caso de entidades associativas de servidores civis, limita em um dirigente, quando a entidade não atingir mil associados; a dois dirigentes, quando congregar de mil a dois mil, até o limite de três dirigentes, quando congregar acima de dois mil associados.

CLIQUE AQUI para entender o que foi aprovado.

CCJ da Câmara vota, hoje, pedido do STF para processar Temer

Será nesta quarta-feira a votação do relatório do deputado Bonifácio de Andrade, PSDB de Minas, repelindo pedido do STF para processar Michel Temer.

O governo tem maioria para rejeitar tudo.

O caso ainda irá a plenário.

Moro fala com Camarotti sobre Lava Jato, prisão em 2a. instância e foro privilegiado

Vale a pena ler esta extensa entrevista concecida pélo juiz Sérgio Moro ao jornalista Gerson Camarotti, O Globo. O juiz não tangencia resposta a nenhuma das perguntas, mas faz tudo isto com sabedoria, inteligência e acuidade política. 

Leia tudo:

Camarotti: Como o senhor avalia essa questão de prisão em segunda instância? Você está tendo uma revisão no STF. Agora os ministros estão querendo, inclusive, mudar o voto da prisão em segunda instância, que foi um divisor de águas, inclusive, na própria Lava Jato. Como o senhor avalia essa questão e essa possibilidade? Essa crítica que tem por parte de ministros do STF em relação à prisão em segunda instância?

Moro: Eu acho que houve uma percepção por parte do STF. Eu não diria baseado exclusivamente na Lava Jato, mas em vários casos criminais. Mas houve uma percepção no início de 2016 que a impunidade e a corrupção sistêmica andavam juntas. Não que a impunidade seja a única das causas da corrupção, mas certamente o fato de esses graves casos de corrupção não encontrarem uma resposta na justiça acaba servindo como um estímulo ao comportamento criminoso. Se você tem alguém que rouba o dinheiro público e nunca nada acontece, a tendência é que esse comportamento venha a piorar. E o STF, ao meu ver, com essa percepção, proferiu um julgamento em 2016.  (...) Mas a regra anterior, de que se esperava até o final, apenas favorecia criminosos poderosos, que tinham condição de contratar advogados habilidosos e que conseguiam manipular o sistema para prevenir uma efetiva responsabilização. Não faço, aqui, uma censura propriamente aos advogados. Mas se o sistema tem brechas as brechas serão utilizadas. Então, foi proferida essa decisão que eu acho que foi muito importante. Foi fundamental essa mudança permanente.

CLIQUE AQUI para ler tudo. Está no Blog do Camaroltti.

Invasão do MST ao prédio do Incra continua em, em Porto Alegre

Prosseguem a invasão e o acampamento que o MST montou na entrada do Incra, Porto Alegre. O atendimento ao públi  foi cancelado.,

RS terá tempo muito instável nesta quarta-feiura

Porto Alegre, 8h30min, 19 graus

O Rio Grande do Sul terá tempo instável nesta quarta-feira. De acordo com a MetSul Metereologia, o dia iniciou com sol e nuvens na maioria das regiões, mas a nebulosidade aumentará muito a partir das primeiras horas da manhã,  podendo ter chuva desde cedo nas áreas do Oeste e no Sul.
A instabilidade avança pelo Estado ao longo do dia trazendo chuva e temporais.

A chuva será irregular pelo território gaúcho. 

Porto Alegre é um dos pontos que terá possibilidade de chuva nesta quarta. Na Capital, a temperatura deve ficar entre 17°C e 34°C.

BNDES desembolsa R$ 49,973 bi de janeiro a setembro

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou R$ 5,026 bilhões em setembro, para empréstimos já aprovados. Com isso, os desembolsos de janeiro a setembro somaram R$ 49,973 bilhões, uma queda nominal (sem descontar a inflação) de 20% ante igual período de 2016, informou nesta terça-feira, 17, a instituição. Em termos reais, o recuo foi de 22,4%.

Até o mês de setembro, as consultas para novos empréstimos, termômetro da demanda ao banco, somaram R$ 74,960 bilhões, queda nominal de 12% ante 2016. Descontando a inflação, a queda nas consultas foi de 15,1%. As aprovações de novos empréstimos atingiram R$ 50,217 bilhões até setembro, recuo nominal de 12% ante 2016, equivalente a um recuo real de 14,9%.

Câmara aprova no plenário urgência na votação do PL da Leniência

O plenário da Câmara aprovou nesta noite de terça-feira, 17, por 232 a 80 votos, o regime de urgência na votação do projeto de lei que trata do novo marco punitivo das instituições financeiras. O PL substitui a medida provisória 784 (MP da Leniência), que vai caducar no próximo dia 19. 

A proposta cria novas regras para punição de instituições reguladas pelo Banco Central e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Aécio captura vitória acachapante no Senado

A foto ao lado é de O Globo.

Por 44 votos a 26, o Senado devolveu o mandato do senador Aécio Neves.

O senador tucano retomará suas funções hoje mesmo e também está livre para sair à noite.

Os senadores do PMDB e do PSDB votaram em peso contra o pedido do STF, conforme o leitor poderá avaliar pela lista que vai no link a seguir, todo ele baseado em registros oficiais do Senado e liberados ontem a noite.

CLIQUE AQUI para saber como votou cada senador.

Senado reúne-se, agora, para decidir se mantém ou afasta Aécio Neves

Já começou a sessão do Senado que vai decidir se o senador Aécio Neves será ou não afastado, conforme decisão do STF.

Os votos serão abertos, conforme decisão do STF.

O líder do partido de Aécio, o PSDB, Paulo Bauer, sentiu-se mal e foi hospitalizado.

PSDB e PMDB votarão em peso pela manutenção do cargo do senador.

Com o apoio de outros senadores de partidos da base aliada, Aécio Neves escapará da degola.

Projeto sobre cedências remuneradas para sindicatos será votada esta tarde, mas governo flexibilizou a proposta

O deputado Gabriel Souza, líder do governo na Assembléia, está otimista quanto ao resultado da votação do projeto que limita as 317 cedências remuneradas atuais para sindicatos públicos.

O governo resolveu flexibilizar a proposta inicial, que limitava a cedência para um servidor por entidade.

Agora, a proposta que será votada esta tarde prevê cedências remuneradas que vão de 3 a 8, dependendo do tamanho do sindicato, mas limita o favor só para quem prove que tem Carta Sindical. O que se sabe é que não possuem Carta, pelo menos 20 das entidades atuais que contam com cedências

Defesa Civil do RS alerta para temporais a partir deste final de tarde

A chuva voltará ao Rio Grande do Sul nesta terça-feira nas regiões, Sul, Oeste e na Campanha. Nesta tarde, a Defesa Civil emitiu um alerta de temporais no Estado a partir desta quarta-feira. A chuva se espalhará por todo o Rio Grande do Sul a parti de amanhã. A quinta-feira continuará chuvosa no Estado. A partir da tarde, o tempo irá melhorar.

Deputado Van Hatten será o orador da sua turma de mestrado na Universidade de Amsterdam

O deputado estadual gaúcho Marcel Van Hatten está desde ontem na Holanda, onde colará brau no curso de mestrado em jornalismo, mídia e globalização pela Universidade de Amsterdam.

Van Hatten chegou a vacilar antes de viajar, porque queria votar projetos importantes que foram colocados na pauta de hoje, mas como foi escolhido como orador da turma, não teve com cancelar a viagem.

Artigo, Tito Guarniere - Internet é bom demais

Que a internet é o fenômeno essencial do nosso tempo, ninguém discute. Mas nem tudo reluz nos blogs, sites, redes sociais. A internet é um espaço privilegiado, de fácil e pronto acesso a informações preciosas e necessárias, opiniões abalizadas e de textos lúcidos que facilitam e melhoram a nossa vida. Mas ao mesmo tempo é espaço das "fake-news", dos militantes de causas exóticas, de cretinos operosos, das teorias conspiratórias mais improváveis, e onde hordas de ignorantes deitam e rolam com suas diatribes, bobagens e xingamentos.

A internet é um refúgio de pessoas (nem todas, graças a Deus!) que se julgam injustiçadas, preteridas, enganadas, de pessoas complexadas ou que simplesmente não têm nada para fazer. A rede é o território onde elas reinam e governam, quase sozinhas, e no qual o teclado cumpre todas suas vontades e ordens, e onde elas podem distribuir palpites no que entendem, e mais ainda no que não entendem.

Em cima, está exposto o artigo do jornalista, do comentarista, do autor especializado, em geral respeitando o vernáculo, a gramática, os acentos gráficos, com (alguma) base e fundamento, ainda que não se concorde com ele.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Assembléia do RS votará, esta tarde, o fim das cedências remuneradas para sindicatos públicos

Neste momento (14h44min) é horário de Grande Expediente na Assembléia Legislativa do RS, que dedica o espaço para homenagear o município de Alvorada.

Em seguida, vão a voto as propostas que trancam a pauta.

A principal delas é o projeto que acaba com a cedência de 317 servidores estaduais para os sindicatos públicos, sobretudo os aparelhados pelo PT, PCdoB, Psol e PSTU, que custam R$ 36 milhões por ano para os contribuintes gaúchos. São R$ 144 milhões ao longo de cada governo.

Tem cedências feitas até para a CUT de Santa Catarina.

Os protestos corporativos e as constantes obstruções lideradas pela oposição, independentes e até parte da base aliada, fizeram o governo flexibilizar a sua proposta inicial, mas sem abrir mão

Lula desrespeita prazo de 48 horas dados por Moro

Já se passaram as 48h dadas por Moro para Lula apresentar os recibos originais dos pagamentos dos aluguéis do apartamento anexo ao seu.

E Lula não fez isto.