domingo, 25 de março de 2012

Editorial do Estadão - Encenação (a reunião dos empresários com Dilma) no Planalto

- No editorial a seguir do jornal O Estado de S. Paulo deste sábado, há ampla análise sobre a farsa que foi a reunião de Dilma Rousseff com 28 empresários brasileiros, esta semana, em Brasília. Eis os trechos principais, editados para os leitores desta página (o texto completo vai em link, ao final):
(...)
Mas os dirigentes de companhias de todos os tamanhos têm motivos para se preocupar com a pouca disposição do governo de adotar as políticas necessárias ao fortalecimento do setor produtivo e ao crescimento seguro da economia brasileira.
(...)
Como era previsível, a reunião serviu para a presidente encenar alguma iniciativa, num momento de muita dificuldade com a base governamental e de vexaminosas derrotas no Congresso
(...)
Trataram também, é claro, de uma aberração inventada por alguns governadores, a guerra dos portos, gravemente prejudicial à indústria brasileira: produtos importados com incentivos fiscais, por meio de um protecionismo às avessas, são vendidos com grande vantagem de preço em outros Estados, impondo uma concorrência absurdamente desleal ao produtor nacional
(...)
A maior parte do encontro foi mera encenação de uma reunião produtiva entre a presidente e um grande grupo de pesos pesados da economia. O resto foi uma demonstração explícita dos problemas de um governo forçado a comprar e a recomprar, num comércio sem fim, a fidelidade de sua base no Congresso.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Nenhum comentário: