Denunciante de irregularidades no Hospital Centenário de São Leopoldo sofre tentativa de assassinato

O diretor clínico do Hospital Centenário de São Leopoldo foi esfaqueado esta manhã por três homens que lhe fizeram uma tocaia. Carlos Arpini sofreu um corte no braço ao proteger o pescoço, que era o objetivo dos bandidos.

. O médico levou seis pontos e só não foi morto porque gritou por socorro e transeuntes vieram acudi-lo, obrigando os homens a fugir.

. A tentativa de homicídio pode ser queima de arquivo. Desde 2009, Arpini vinha recolhendo provas de irregularidades cometidas no hospital, que é administrado pela Prefeitura.

4 comentários:

Anônimo disse...

Será que o Marcos Rolim não vai denunciar isso!? Além de pedir sua inclusão no Programa de Proteção a Testemunhas???

Anônimo disse...

eh o Brafil potenfia do intragável e da gerentona...

tudo esta potencializado nessepaiz, principalmente a violência...

Anônimo disse...

Muito estranho terem usado faca como arma.

Anônimo disse...

É ATO DO PT, OU DA COMISSÃO DA VERDADE.