quarta-feira, 18 de julho de 2012

Relato de neta contra roubo e assassinato do avô pela Var-Palmares é ignorado pela mídia e por Tarso na instalação da Comissão da Verdade do RS

O governo estadual do PT e a mídia, ignoraram o ato desta terça-feira, quando entrou em ação a gaúcha Aurea Altenhofen, neta de Kurt Kriegel, que foi assassinado na noite de 22 de setembro de 1969 em um assalto promovido por três terroristas do grupo VAR Palmares, o mesmo ao qual pertenceu a presidente Dilma Rousseff, que pretendiam realizar uma "expropriação" (roubo) em benefício da revolução comunista. Kurt Kriegel morreu em seu restaurante Rembrandt, muito conhecido em Porto Alegre, assassinado pelos sete tiros que os terroristas desferiram. O ministro Gilson Dipp, que participava da solenidade de criação da Comissão Estadual da Verdade do RS, em Porto Alegre, coordenada pelo governador Tarso Genro, foi abordado ali mesmo e ouviu a breve narrativa emocionada de Áurea Altenhofen e recebeu dela o seu relato por escrito.

O governador do Rio Grande do Sul, o peremptório Tarso Genro (PT), assinou na noite desta terça-feira o decreto que cria a Comissão Estadual da Verdade, em uma solenidade no auditório do Ministério Público. O documento foi formalizado ao lado do juiz espanhol Baltasar Garzón, que foi colocado em disponibilidade de seu cargo pela Suprema Corte da Espanha, onde foi condenado por ordenar escutas telefônicas ilegais de advogados e seus clientes.

A solenidade estava cheia de jornalistas, o governo do peremptório petista Tarso Genro fez muita publicidade do ato, mas nenhum jornalista foi capaz de ver e registrar o momento em que a advogada gaúcha Aurea Altenhofen, ao final da solenidade, aproximou-se do ministro Gilson Dipp e, muito emocionada, pediu para falar com ele.

* Texto original do jornalista Vitor Vieira, com copidescagem do editor. - Até hoje os nomes dos três assassinos não foram identificados pela mídia, que sabe de quem se trata. Um deles, uma mulher, já morreu.
 


CLIQUE na foto para ver melhor. A cena é do dono do prestigiado restaurante Rembrandt, Kurt Kriegel, jantando com a mulher, pouco antes de ser assaltado, roubado e assassinado por três delinquentes políticos da VAR Palmares, que queriam o dinheiro para tocar a sua revolução comunista em Porto Alegre. A presidente Dilma Rousseff fazia parte do grupo VAR Palmares. O caso do Rembrandt tem sido solenemente ignorado pela mídia e pelos políticos. 

19 comentários:

Mario Rangel disse...

Quanta mágoa de Editor em relação ao PT.

Como podes ser contrário a verdade?

Tú que fostes perseguido pela ditadura?

Virou a casaca?

És mais um traíra?

Anônimo disse...

Só existe uma verdade...a verdade dos PETRALHAS.

Anônimo disse...

Aos amigos tudo (até indenização milionária) aos inimigos os rigores da lei!

Matou uma pessoa HONESTA, SEM PASSAGENS, indefesa e ainda deve ter sido indenizado.

Só no Brasil os ratos colocam a culpa no queijo.

Anônimo disse...

Pra gostar do PT, só se estiver pendurado numa teta assistindo a roubalheira e pagando dizimo junto pro PT (Partido dos Trambiqueiros)...

Ou ser muito tonto e não perceber nada disso, e é claro, uma "bolsa qualquer coisa" com cartão pra sacar ajuda.

Fala sério! Os petistas HONESTOS saíram do partido junto com o Hélio Bicudo, só ficou a nata da tranqueira.

Anônimo disse...

Mais um sapo prá vcs engolirem...Não sei se ainda aguentam, pois engolem vários todos os dias...

Anônimo disse...

"Como podes ser contrário a verdade?"

os caras são de um cinismo asqueroso...

quem disse que o que esse bando de comunistas que foram DERROTADOS apura seja verdade?

Anônimo disse...

Crimes perpetrados pelo estado, através de seus agentes são "impercritíveis".

Já Crime praticados entre particulares corre a "prescrição".


No caso em tela deve ter havido um Registro Policial, Inquérito Policial, Processo e um julgamento. Qual foi o resultado?

Dificilmente esse fato não tenha sido apurado pelo regime, já que detinham o poder na época.

Se não investigaram, vale aqui a máxima "o direito não socorre quem dorme".

Só a "manchete" dá impressão que foi o tal grupo o culpado. E quem me garante que não tenha sido um assalto seguido de morte pepetrado por um assaltante comum? Mas
se trouxerem todos os fatos sobre o caso e seus desdobramentos poderia-se emitir uma opinião mais acurada.

Biriva do Cerro do Tigre disse...

Esses mesmos deliquentes e assassinos governam o país.
A unica certeza é que essa camarilha irá acertar as conta no inferno. Não há perdão para o que fizeram e serão penalizados lá no inferno, onde Che Guevarra, Stalin, Lenine os aguarda.

Anônimo disse...

Mário! Não te escondas no armário!
Abra a mente, se realmente tiveres. És jovem para trabalhar e não ficar vivendo as custas da Mãe Pátria.

A lucides para alguns vem tarde, que foi o caso do Polibio, mas tú Mário, vai ficar velho para ver a besteira que estais defendendo.

Oswald disse...

Mario Rangel: não é magoa. O PT é bandidagem explícita.

Nélio disse...

Que moral possui Tarso "Beria" Genro em falar de Verdades? Logo ele, notório relativista destas. Quem sabe se confrontado com o fato de ter autorizado a extradição extrajudicial dos boxeadores cubanos ao regime dos sanguinários bestas-feras irmãos Castro, ou ter patrocinado a vergonha nacional de asilar um homicida condenado, ele venha a conhecer o que, de fato, se constitui a Verdade.

Luiz Vargas disse...

O ongueiro Mario Rangel tem que justificar as "verbas" que recebe e também os "patrocínios" de estatais nos blogs que mantém e este deve ser o motivo de estar sempre neste site enchendo o saco. O PaTrão manda o seu Rangel bovinamente obedece.

Anônimo disse...

Este Juiz deveria ter coragem e mandar prender os Ministros da Previdencia e da da Fazenda do Brasil que através de seus atos estão matando milhões de aposentados a mingua.
não adianta se preocupar com o que aconteceu a 40 anos, queremos uma vida mais digna para quem trabalhou a vida inteira e agora está sendo recompesado com uma migalha, Chega de enrrolação do PT no governo federal.

Anônimo disse...

Para este partido de merda só pode existir uma verdade e este povo burro não vê .Deveria ser a "comissão da minha verdade "

Aquiles disse...

Não existe nenhuma "comissão da verdade", e sim, "comissão da mentira", ou então "comissão do estupro da história".

Palavra ou opinião de comunista e da esquerdalha não vale absolutamente N-A-D-A.

Não serve nem como merda para adubo.

Anônimo disse...

A história do Brasil, contada por esta esquerda ressentida que ai está, vai acabar entrando para a lista dos Contos da Carochinha.

Anônimo disse...

Imagino o quanto é doloroso para alguém ver sua versão da história ser omitida ou escrita em letras minúsculas nos rodapés da história.

Anônimo disse...

O teatro continua, pois há público para isso. Infelizmente temos memória para a Revolução Farroupilha e futebol. Temos os políticos que escolhemos, o resto é efeito colateral. É uma pena que pessoas que nada produzem de útil dominem a sociedade dessa forma. Não é mágoa do PT, é mágoa pelas atitudes que dominam o partido e seus seguidores, é mágoa por ver pessoas que respeitam assassinos (Cuba, Coréia do Norte, Irã, Venezuela ...) enganar a população dessa maneira. Mas o povo merece, tem preguiça de se instruir, prefere futebol, cerveja, novelas e discursos bonitos mas vazios. Bem feito!!!!

Anônimo disse...

É como eu digo. No período chamado de “Ditadura”, cada um fez o que achou que tinha que fazer. Os militares defenderam o País da tentativa de implantação de uma ditadura de esquerda; os filhinhos de papai, inconformados, partiram para a luta armada, com assalto a bancos e assassinatos de gente do bem, que pensava diferente. Foram presos, torturados. Estão vivos. Se a esquerda tivesse vencido, não sobraria um militar para promover a Comissão da “Verdade”. Os comunistas de ontem, estão, hoje, no Poder, usufruindo do melhor que o Capitalismo pode lhes dar, como ternos Giorgio Armani e vinhos Romanée-Conti. Ainda assim, se sentem injustiçados e querem que paguemos por isso. Nada será o bastante para eles. Foram indenizados com polpudas somas, foram reintegrados e querem mais. Estão todos sendo bem recompensados. A tal Comissão da “Verdade” deveria ser presidida pelo Pinóquio. Se a verdade fosse mesmo restaurada, se descobriria que muitos comunistinhas/guerrilheiros amarelaram nas mãos dos aparelhos da repressão e entregaram os próprios companheiros. Os inimigos eram eles próprios; não os militares.