Mesmo sem estar presa, Dilma mentiu sobre o apagão para agradar Lula e o PT contra Joaquim Barbosa

- O artigo a seguir é da jornalista Miriam Leitão, de O Globo
O título é versão livre do editor


O Brasil não estava sob ameaça de apagão em 2003. Quem disse isso, na época, foi a então ministra das Minas e Energia, Dilma Rousseff. O apagão de 2001 foi o pior momento do governo Fernando Henrique, mas a gerência da crise pelo então chefe da Casa Civil, Pedro Parente, construiu a solução que está sendo usada na atual seca: a de pôr as termelétricas como geração complementar.

A presidente Dilma disse recentemente que o governo Lula começou sob essa ameaça iminente. Voltou a dizer ontem. Havia muito a fazer na área energética, mas o risco imediato havia sido afastado. Tanto que as suas Medidas Provisórias só foram enviadas ao Congresso em dezembro de 2003, onze meses depois que ela assumiu o Ministério das Minas e Energia.

Em setembro de 2003, perguntada pelo jornal O GLOBO sobre o risco de apagão, ela respondeu: “Falar de risco de apagão é não prestar atenção na atual conjuntura. Não corremos risco de racionamento, nem de apagão. Fizemos um levantamento e podemos garantir que não há risco.”

A nota da presidente ontem foi motivada pela referência a uma declaração sua, de surpresa da rapidez na aprovação das MPs 144 e 145, no voto do ministro Joaquim Barbosa. O que a presidente quer é afastar qualquer ilação de que a rapidez tenha algo a ver com os estranhos fatos políticos da época.

Entende-se que a presidente esclareça a natureza da sua declaração. Difícil aceitar é a repetida tendência de mudar os fatos históricos sobre a crise no setor energético. A aprovação rápida deve ter sido mesmo fruto do trauma que ficou com o apagão, mas, para repor os fatos, foi assim que aconteceu: o governo Fernando Henrique não investiu o suficiente no setor, a economia cresceu muito no ano 2000 e houve uma enorme seca em 2001.

Essa mistura de um ano de crescimento bom e uma seca incomum foi o bastante para provocar a pior crise energética do país.

CLIQUE AQUI para ler mais.

A charge acima é de Amarildo e está disponibilizada no Google.

7 comentários:

Anônimo disse...

petista mentindo?

isso "no ecsiste"...

Anônimo disse...

do Globo:

"Dois dias após temporal, Região dos Lagos ainda tem áreas sem energia"

"Falha em sistema elétrico deixa estados do Nordeste sem luz"

e a gerentA ainda acha que pode falar do FHC...

essa eh a herança deixada pela competencia dela durante sua estada no MMEnergia...

ATENTO disse...



LEI DE LULA E LEI DE GERSON

“Lei de Gerson” um pecadinho, “LEI DE LULA”, ou “VALE TUDO” um “PECADO MORTAL/EXCOMUNHÃO”.
Lula extrapolou,potencializou a Lei de Gerson ao que fossse possível, viável, mentir,roubar,corromper,afrontar PODERES DA REPÚBLICA,tentar manipular DEUS se preciso e possível fosse.
Vai pagar?
Acho que sim, tomara,será um exemplo para daqui por diante ou o caos se instalará, será um DEUS NOS ACUDA, sem leis, sem moral,vai mandar a bandidagem,os mentirosos,adeus civilização.
Lula deve pagar também,ou será exemplo de que o CRIME COMPENSA.

Anônimo disse...

DIGAMOS apenas isto, É UMA BAITA MENTIROSA!

Anônimo disse...

É tão mentirosa que não poderia ser outra coisa a não ser uma esquerdista, daquelas de dar orgulho em Mários e Daniéis! Bandidos também tem orgulho de seus males feitos, basta ver Stella e 9Dedos!

Anônimo disse...

O que podemos esperar...? que comunista fale a verdade...? além de comunista, é ex-terrorista(será que existe ex..?). Mtos mortos e aleijados por culpa do grupo dessa senhora, essa história é conhecida.

Anônimo disse...

E como ficam os elementos do PSDB, DEMOs e PPS que votaram a favor dos projetos do governo??????

Pela lógica deveriam estar na Ação Penal 470 no STF.