Aparece prova dos R$ 6 milhões pagos por Marcos Valério ao empresário que chantageava Lula

Ao lado, os fantasmas que assombram Lula. O maior deles é o que menos aparece na foto. 



CLIQUE AQUI para ler acusação de Marcos Valério ao MPF. O operador do Mensalão disse ter pago R$ 6 milhões ao empresário de ônibus Ronan Maria Pinto para que ele parasse de chantagear Lula. O contrato encontrato esta semana pela PF, comprova que Valério falou a verdade.

O jornal “O Estado de S. Paulo” deste sábado informa que agentes localizaram esta semana um contrato de empréstimo, no valor de R$ 6 milhões, entre a 2 S Participações Ltda, de Marcos Valério, o operador da quadrilha petista do Mensalão, e a Expresso Nova Santo André, de Ronan Maria Pinto, o empresário de ônibus de Santo André acusado de ter ajudado a mandar matar o ex-prefeito Celso Daniel. O contrato estava com a contadora do doleiro Alberto Youssef, sócio oculto do ex-diretor da Petrobrás, Paulo Costa, o Paulinho, amigo pessoal de Lula, preso no Paraná e neste momento fazendo delação premiada. 

. Os R$ 6 milhões são valor exato do total que Marcos Valério pagou a Ronan para cobrir chantagem que ele vinha fazendo contra Lula, ameaçando contar o que sabe sobre o assassinato de Celso Daniel. 

. O contrato foi assinado em outubro de 2004 e com as inscrições “Enivaldo” e “confidencial” feitas a mão. Enivaldo, supostamente, seria Enivaldo Quadrado, que trabalhava para o doleiro Alberto Youssef. 

 Em dezembro de 2012, Ronan Maria Pinto disse jamais ter se encontrado com Marcos Valério e que não conhecia pessoalmente o operador do esquema do mensalão, em resposta ao depoimento dado por Valério ao Ministério Público Federal na época. Na ocasião, ele afirmou que o PT lhe pediu R$ 6 milhões para que Ronan parasse de chantagear o ex-presidente Lula, o então chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, e o ex-ministro José Dirceu. As chantagens teriam relação com a morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em janeiro de 2002. (O Globo)

16 comentários:

Anônimo disse...

Ao que tudo indica está sendo agora desvendada como foi a morte misteriosa do prefeito Celso Daniel a qual o governo do PT sempre procurou esconder, e o LULA como sempre dizendo que NÃO SABIA DE NADA. Quem mandou afinal matar o prefeito e todas as testemunhas?

Anônimo disse...

Ai vem aquele disse me disse, não sabia de nada, não é comigo e o povo, bovino, vota na gorda devido a bolsa família.

Anônimo disse...

AOS MARIANOS E SGARBIS DA VIDA NA ÉPOCA ERA SÓ DAR UMA PRENSA NO SOMBRA QUE ELE DEDURAVA TODOS, OS CARAS ATACARAM OS DOIS E ESCOLHERAM UM PARA MATAR, PRÁ CIMA DEU, O SOMBRA ESTA JUNTO PARA CONFORMAR QUE O SERVIÇO ESTARIA CORRETO.

EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

Mais é craru que o Cerso Danié i as tistimunha se suicidáru com 20 tirus nas costa, a Luciana Genru tem tudu documentádis até com filme mais craru qui u dia!

Garivaldino Ferraz - Brasília disse...

Apoizé! Ao final, todos dizem não saber de nada, que não se lembram, que não podem falar, e por aí vai. O tempo passa, ninguém é punido nem devolve o que era público e foi desviado e todos morrem de velho, ricos e felizes. É numa hora dessas que eu vejo a utilidade de um bom "pau de arara" aplicado por "sádicos torturadores". Resolveria tudo, muito rapidamente!

Anônimo disse...

Delação premiada de Paulo Roberto Costa. Mais um factóide?

Autor: Miguel do Rosário

O Globo e o Estadão amanheceram hoje com manchetões entusiasmados com a decisão de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobrás, de fazer uma “delação premiada”.

Ao que parece, a imprensa está usando a velha estratégia do fait accumpli, que deu certo com a nomeação de Marina Silva para compor a cabeça de chapa do PSB. A estratégia consiste em noticiar com tal estardalhaço um determinado fato que ele acaba se confirmando, por força das pressões externas.

Beatriz Catta Preta, nova advogada de Paulo Roberto Costa, negou ontem à noite que seu cliente tenha feito qualquer oferta de delação premiada. O Ministério Público e a Polícia Federal também negaram.

As matérias que mencionam o acordo de delação premiada começaram a ser publicadas às 19:00. As que informam sobre a negativa da advogada são de 21 horas em diante.

Os jornais de hoje, contudo, na internet e no impresso, apenas dão destaque à decisão positiva de delação premiada. Ninguém fala sobre a negativa da advogada.

A delação premiada é uma ferramenta com a qual a direita lida de maneira bipolar. Quando sente cheiro de perigo contra seus pares, afirma que não vale nada. Quando acha que pode ferir seus adversários, alça-a à condição de luz máxima da verdade.

Ora, nem uma coisa nem outra. Delação premiada, em casos que envolvem interesses políticos, tem de ser analisada sempre com um cuidado especial, sobretudo em véspera de eleição. Isso vale tanto para o governo quanto para a oposição.

A direita, por exemplo, tentou de tudo para forçar Marcos Valério a fazer delação premiada. Contra o ex-presidente Lula, claro. Valério viveu a maior parte de sua vida profissional à sombra do tucanato. Ficou milionário com dinheiro dos tucanos. 90% de suas tretas se deram em governos tucanos. Mas a pressão era que ele fizesse delação premiada contra Lula.

Não vingou.

No início deste ano, o blog Viomundo denunciou que o jornalista Marco Aurélio Carone, editor do Novo Jornal, preso em Minas Gerais por matérias críticas a Aécio Neves, estaria sendo pressionando a fazer “delação premiada” para atacar o PT.

A bola da vez é Paulo Roberto Costa. O juiz que receberá seu depoimento é Sergio Moro, um dos maiores entusiastas no Brasil do instituto da delação premiada.

O próprio Moro advertia, no entanto, em matéria publicada no site Conjur, em março de 2009: “a delação (…) tem de ser usado com cautela. A palavra do delator é importante, mas não pode ser a única prova para condenar”. A matéria informa ainda que poucos acordos de delação premiada foram aceitos por Moro.

Moro foi acusado, ainda em 2009, de aceitar uma delação premiada feita “sob tortura psicológica”, segundo denúncia publicada também no site da Conjur.

(...)

Anônimo disse...

Aiaiai !!!...

Anônimo disse...

LULA VAI DESFILAR DE ALGEMAS?

DILMA DIRÁ:

-NÃO SABIA DE NADA!

SERÁ QUE VAMOS CONSEGUIR DESAPETRALHAR O BRASIL?

Anônimo disse...

AGORA ESTÁ ESCLARECIDO QUEM MANDOU MATAR O CELSO DANIEL.
AGORA TEM QUE BOTAR NA CADEIA OS MANDANTES.
QUERO VER SE O JUDICIÁRIO PETISTA TEM CULHÃO ROXO PARA PRENDER OS COMUNISTAS PETISTAS ASSASSINOS.
ACHO QUE O NOSSO JUDICIÁRIO NÃO TEM NEM CULHÃO.

Anônimo disse...

Essa gente não tem limites. O Brasil lutou tanto para ter uma democracia e agora chegou a esse ponto. E falam de boca cheia dos militares.

Anônimo disse...

Toda hora alguem ligado aos petralhas ameaca por a boca no trombone, e nada acontece.

Aquele tal de Pizzolato, hoje, ninguem mais lembra.

Quem tem familia tem medo, essa eh a realidade. Os caras nao brincam em servico, testemunhas, familia e o delegado do Celso Daniel que o digam.

Anônimo disse...

Toda hora alguem ligado aos petralhas ameaca por a boca no trombone, e nada acontece.

Aquele tal de Pizzolato, hoje, ninguem mais lembra.

Quem tem familia tem medo, essa eh a realidade. Os caras nao brincam em servico, testemunhas, familia e o delegado do Celso Daniel que o digam.

Anônimo disse...

E aí LEVANDOWSKI! Tá parecendo uma QUADRILHA, terás que mudar o teu voto, ou votas no chefe?


Anônimo disse...

E O CONTRATO sr. PTRALHA das 20:08 não vai falar, evidentemente.

AQUI não tem trouxa pra ti e pra tua turma da PAPUDA!!!!

Anônimo disse...

Hahaha, Ronan? Isso é café pequeno...Zé Dirceu!!! Hummm esse sabe bastante...o Lula tadinho, sabe de nada não!!! Kkkkkkk
Nosso Brasil ta falido!!! Não tem mais jeito não!!!! Já era

Anônimo disse...

Prefeito de Rib.Preto, esse tb. Foi vítima dos ptralheiros