Conheça os filhos uruguaios que Olívio Dutra nunca reconheceu

O ex-governador Olívio Dutra tem dois filhos uruguaios que ninguém no RS sabi9a da existência até hoje. Eles vivem com a família em Montevidéu. O ex-governador nunca reconheceu-os. Na certidão de idade encontrada no 4º Cartório de Porto Alegre, consta o nome apenas da mãe, a ex-tupamara Inês Graziela Abelanda Buzo.

. Inês refugiou-se no Sindicato dos Bancários no início da década de 80, que na época era presidido por Olívio, que deveria protegê-la das ditaduras do Uruguai e do Brasília.

. Em vez disto, tornou-a sua amante, deu-lhe dois filhos e nem sequer foi ao cartório reconhece-los quando a moça foi registrá-los. Ela voltou a Montevidéu com a abertura do regime.

. Quem revelou a novidade foi o jornalista Vitor Vieira, que postou informações, documentos e fotos de mãe e filha no seu Facebook, indignado com o debate de ontem a noite na Band TV, ao ouvir a defesa que Olívio fazia da ampliação de políticas públicas para defender as mulheres, as famíliase  as crianças. .

. Se você quiser conhecer mais sobre a moça, clique no endereço que o jornalista disponibilizou na rede social:. http://vimeo.com/54739639.

CLIQUE AQUI para entrar no Facebook de Vitor Vieira e verificar documentos originais, fotografias e videos da família uruguaia de Olívio. 

- Amantes e filhos fora do casamento não costumam ser assunto da mídia brasileira, que adota a regra de não tratar de assuntos pessoais dos políticos. Não é assim quando o caso tem relação com figuras polêmicas ou muito competitivas. Foi isto que levou os jornalistas a desvendarem a existência de Lurian, filha que Lula teve fora do casamento, nunca reconheceu e só aceitou depois da denúncia feita pelo jornal O Estado de S. Paulo. Caso idêntico atingiu o ex-presidente FHC, que reconheceu um filho que pensou ter tido com uma jornalista da Rede Globo. Depois de adulto, morta dona Ruth, mulher de FHC, os filhos legítimos exigiram DNA e foi então que a jornalista tinha mentido para o ex-presidente. Ela foi sua amante, mas o filho não era de FHC. No RS, este caso de Olívio Dutra é o mais recente, mas não é o único.