Governo manda fazer perícia sobre áudio armado pela PGR, PF e Joesley para incriminar Temer

O presidente Michel Temer (o governo) resolveu endurecer politica e judicialmente diante do escândalo político que o atingiu depois da revelação da existência de gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, ação que segundo ele revelou a existência de uma conspiração bem orquestrada, nascida dentro da PGR (Rodrigo Janot) e STF(ministro Fachin):

Perícia
O governo desconfia que o áudio da gravação traiçloeira, feita dentro da própria casa de Temer, foi editada e por isto resolveu pedir perícia sobre o material.

Processo
Michel Temer vai processar Joesley Batista por ter violado a intimidade do seu lar e gravado traiçoeiramente um diálogo privado, cujas perguntas foram previamente combinadas com a PGR e a PF para produzir resultados que incriminassem o presidente, cuja autoridade foi violada criminosamente.

14 comentários:

Daniela De marco disse...

Isso sim é uma teoria da conspiração absurda!!! Querem tapar o sol com peneira?

Anônimo disse...

Mais uma Operação Missjanela, bonitinha mas ordinária. Fedeu mais que Carne Fraca e não vai dar para fazer nem um kibe com o que sobrou...

Anônimo disse...

Estaria, neste episódio, uma prerrogativa para anular a lava jato?
Afinal de contas a JBS foi tremendamente beneficiada por Lula e poderia haver interesse OU ORDEM para essa finalidade.

Anônimo disse...

Vão acabar descobrindo que àquela voz é da Dilma. Kkkkk...

Anônimo disse...

A impressão que se tem é que existem duas PFs. Uma que trabalha com seriedade, perseverança e segurança; outra que, atabalhoadamente, colhe provas sem o devido cuidado, sem se importar com as consequência dos seus atos, como no caso da operação Carne fraca, que gerou prejuízos incalculáveis e não produziu os frutos esperados.

Anônimo disse...

“Entrapment”
Atenção! Para gravar legalmente o presidente da República, se isso fosse possível, a ordem judicial teria de partir do Supremo. Que se saiba, não aconteceu. Logo, a ação foi clandestina e ilegal.

E é preciso ser de uma ingenuidade estúpida para acreditar na versão de Joesley. Ora, como já escrevi aqui, repetiu-se o procedimento adotado com Sérgio Machado. Também este criou a versão de que teria feito gravações clandestinas por conta própria e só depois procurado a força-tarefa…

Nos dois casos, o que se tem é uma armadilha. Trata-se de flagrantes armados.

Se surgir uma evidência de que os contatos de Joesley com o MPF e com PF antecederam a gravação, estaremos diante da nulidade da operação. É simples assim. Mais: autoridades teriam participado de uma conspiração — esse é o nome — para gravar o presidente de forma ilegal.

Edson Fachin, no entanto, não quis nem saber. Já homologou a delação de Joesley, que está curtindo a vida em Nova York, e autorizou a abertura de inquérito contra Michel Temer. Não é fabuloso?

Diga-se de novo:

a. Se Joesley, o MP e a PF estiverem falando a verdade, a gravação é ilegal; b. se os três estiverem mentindo, como acho que estão, a operação é ilegal. E obviamente criminosa.

Reinaldo Azevedo- Veja

Anônimo disse...

E se não existir o diálogo pode processar o jornalista?

Anônimo disse...

Polibio, pelo que disse Lauri Jardim, Joesley gravou a conversa e depois procurou a PGR. Nenhuma auroridade pública participou ou autorizou tak gravaçao. Depois disso é que foi autorizada a açao controlada

Anônimo disse...

Com tanta podridão confessada precisava inventar diálogo?
Há interesse em desqualificar a gravação ou a lava jato?

Anônimo disse...

Nao Polibio, aceita que dói menos.
Esse é o audio do Bessias do Temer.
Voce está igual ao Brasil 247.
Enquanto Temer nao sair a tua Sky só vai piorar...

Anônimo disse...

É claro que perante a lei brasileira gravação armada numa jogada ardil não tem valor algum, ainda mais prá cima do presidente da república. O próprio STF mandou retirar de processos gravações de Lula e de Dilma, portanto tem de agir igualmente com relação a Temer.

Mordaz disse...

Temer tenta ganhar tempo produzindo fumaça. O principal é ele ter recebido secretamente um corrupto investigado e tido uma conversa sobre obstrução da justiça com um aliado de maus feitos. Discutido ações para melar a lava jato.

Anônimo disse...

Como assim cara-pálida chapa branca? o Temer ouviu e consentiu todas as ilegalidades da JBS para com a Justiça e o pagamento de mensalinho para comprar o silêncio de Cunha na cadeia e o editor ainda continua tendo a coragem de defender os canalhas do governo federal? comprometimento pouco é bobagem!!!

Anônimo disse...

Perito Oficial, o o Perito comprado, digo, particular?