Londres, via Whats App - Moro e JEC sumiram diante de surpreendentes defesas da reforma da previdência

Enquanto a plateia de cerca de 150 pessoas aguardou ao longo do dia o "grande duelo" que não aconteceu entre o ex-ministro de Dilma e umdos seus ex-Três Porquinhos, José Eduardo Cardozo, e Sergio Moro, uma série de dados extremamente críticos em relação ao país foram apresentados em diferentes palestras do Brazil Forum, neste sábado, em Londres.

Coube ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso abrir os trabalhos.

Ele comentou que o Brasil, sozinho, é responsável por 98% dos processos trabalhistas em todo o planeta —o país tem 3% da população mundial. O magistrado citou o caso do Citibank, que desistiu de operar no Brasil quando detectou que obtinha no país 1% de suas receitas, mas sofria 93% das ações trabalhistas. Depois comentou que 4% do PIB brasileiro é gasto com o custo do funcionalismo público, com o que procurou indicar o alto custo do Estado. 

JoséRoberto Barroso defendeu as reformas da Previdência, trabalhista, política e eleitoral. Ao falar da Previdência, disse que a soma dos sistemas público e privado custa o correspondente a 54% do Orçamento brasileiro, mais do que o dobro do que é gasto com educação, saúde e benefícios sociais.

Barroso classificou a Previdência como responsável por uma perversa transferência de renda.

"Os 32 milhões de aposentados da iniciativa privada custam o mesmo que 1 milhão de aposentados do poder público."

Ao dividir dessa forma desigual, meio a meio, toda a arrecadação da Previdência, o resultado é que a maioria pobre dá dinheiro à minoria mais endinheirada.

"Quando vejo um pobre ser contra a reforma da Previdência, tenho pena. Ele está sendo enganado."

CLIQUE AQUI para ler mais. Não deixe de ler e anotar.

10 comentários:

Anônimo disse...

A reforma proposta tira um tanto dos funcionários públicos e ACABA com a previdência dos trabalhadores do INSS, aqueles que ganham 3/5 mil por mês.
Querem jogar todo mundo no mínimo.
Barrosa, como bom pilantra, só sabe SOMAR a seu favor.
É só estudar um pouquinho a proposta de reforma.

Anônimo disse...

Há um erro de interpretação do problema aí!!! NÃO são as aposentadorias do setor público que estão gerando déficit!! Para conseguir me aposentar com salário próximo do integral, TIVE QUE CONTRIBUIR POR 39 ANOS, 11% SOBRE O SALÁRIO INTEGRAL, E, APÓS ME APOSENTAR, CONTINUO A RECOLHER ESSES 11%, A FUNDO PERDIDO!!!!
O que MATA o Erário SÃO OS ALTOS SALÁRIOS DO JUDICIÁRIO E DO LEGISLATIVO (e algumas categorias do Executivo) e não as leis que regem as aposentadorias dos servidores públicos!!! Os salários do Judiciário e do Legislativo deveriam ser REDUZIDOS PELA METADE, já no momento da convocação dos concursos públicos!!! Temos que tomar consciência de SOMOS UM PAÍS COM QUASE 100 MILHÕES DE MISERÁVEIS e não podemos pagar salários públicos tão elevados!!
Todavia, DEPOIS QUE O SERVIDOR CONTRIBUIU POR DEZENAS DE ANOS, SOBRE O TOTAL DOS VENCIMENTOS, é justo que sua aposentadoria COMPATÍVEL com o valor recolhido mensalmente pelo trabalhador!!

Anônimo disse...

Já se percebe a falta de saber jurídico, pois o servidor público paga a sua aposentadoria. Não é um benefício concedido gratuitamente.
E o servidor público paga 20 vezes mais que o trabalhador da iniciativa privada, por isso tem direito à restituição muito maior. Não há transferencia de renda, nesse ponto.
A transferência ocorre quando o governo patrocina a DRU e entrega esses valores para a corrupção.
Entendeu, ou preciso desenhar?

Anônimo disse...

Penso que os Tribunais Superiores e Regionais do Trabalho, ou as associações dos respectivos juízes e ministros integrantes, que têm plena ciência do que acontece, deveriam tomar uma iniciativa para correção dessa barbaridade governamental. Afinal, existe independência dos magistrados ou não?

Unknown disse...

E quem o engana???
A esquerda petista e pelega!!!

Anônimo disse...

As primeiras medidas urgentes, EMERGENCIAIS, QUE O BRASIL DEVE TOMAR PARA *COMEÇAR" A SAIR DO TÚNEL QUE O ESTÁ LEVANDO PARA UMA "NOVA" VENEZUELA:
- FIM DO INSTITUTO DA REELEIÇÃO.
- FIM DO EMPREGUISMO DE PELEGOS COM A LIMITAÇÃO DE ASSESSORES TÉCNICOS. O LEGISLATIVO DEVE ATENDER AS NECESSIDADES COM O SEU PRÓPRIO CORPO DE FUNCIONÁRIOS.
- REFORMA GERAL DO SERVIÇO PÚBLICO ENGLOBANDO NUM SÓ ESTATUTO E NUM SÓ PLANO DE CARGOS E SALARIOS OS SERVIDORES DOS TRÊS PODERES.
- CONGELAMENTO DE VENCIMENTOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS POR TRÊS ANOS OU ATÉ QUE O PIB E A DÍVIDA PÚBLICA ESTEJA SANEADA.
- FIM DOS CARGOS EM COMISSÃO EM TODOS OS NÍVEIS, MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL. OS Órgãos ou Departamentos de cada esfera tem obrigação e pessoal especializado para atender quando solicitados.
- FIM DO DIREITO DE GREVE PARA SERVIDORES PÚBLICOS. PARA PROFESSORES (EDUCAÇÃO) E PESSOAL DA ÁREA DA SAÚDE PÚBLICA. Professor ou Médico deverão assinar e ponto e permanecer em seus postos de trabalho sob pena de desconto em folha e demissão. Todo o Servidor Público cujo trabalho seja o contato direto com o ser humano deve ter curso de relações humanas e ser obrigado a prestar serviço de urgência, mesmo fora do turno de trabalho. ( Neste caso Motoristas e cobradores, motorneiros de trem, de ambulância, carros de bombeiros, deverão ter curso de relações humanas e primeiros socorros.
- APROVAÇÃO DE EMENDA PROIBINDO O LEGISLATIVO DE AUMENTAR VENCIMENTOS, CRIAR DESPESAS E DECIDIR SOBRE PROJETOS QUE AUMENTEM OS GASTOS FINANCEIROS DO GOVERNO SEM A DEVIDA PREVISÃO ORÇAMENTARIA VOTADA COM UM ANO DE ANTECEDÊNCIA. O mesmo se aplica a Admissão de Pessoal. Toda a admissão ou execução de Concurso Público deve ser prevista na LEI, cujo projeto tenha sido aprovado e incluído na PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA DO ANO ANTERIOR.
- ESTABELECIMENTO DE UMA NORMA DE CONDUTA PESSOAL E FUNCIONAL PARA CADA SERVIDOR PÚBLICO, COM A PRESTAÇÃO DE UM JURAMENTO DE PROBIDADE E RESPEITO AO BEM PUBLICO, SENDO ZELOSO E PRESTATIVO AO CIDADÃO NO EXERCÍCIO DO CARGO, SEJA DE QUE NIVEL FOR. DEVENDO TRAZER SEUS DIPLOMAS E SUA VIDA ECONÔMICA E FINANCEIRA TRANSPARENTE E A DISPOSIÇÃO DE SEUS SUPERIORES SE ESTES FOREM SOLICITADOS PELA RECEITA FEDERAL. PARA QUE O ENRIQUECIMENTO ILÍCITO SEJA
COMPLETAMENTE ELIMINADO DO SERVIÇO PÚBLICO O SERVIDOR PÚBLICO, INCLUINDO-SE AÍ DESDE O GARI AO DESEMBARGADOR PÚBLICO, NÃO SOFRAM NENHUMA SUSPEIÇÃO E JAMAIS PENSEM EM PREVARICAR OU RECEBER PROPINAS DE QUALQUER FORMA OU MANEIRA.
- E POR FIM, O CONGRESSO NACIONAL FARÁ APROVAR PROJETO DE LEI QUE ESTABELECERA A CORRUPÇÃO COMO CRIME HEDIONDO, PARA O CORRUPTO E O CORRUPTOR, CUJA PENA MÁXIMA E CAPITAL SERÁ A PENA DE TRAIÇÃO A PÁTRIA, COM A PERDA DA NACIONALIDADE, EXPULSÃO E BANIMENTO DO PAÍS E A PERDA DE TODOS OS BENS E DIREITOS CIVIS.

Anônimo disse...


VOTO IMPRESSO JÁ EM 2018.
URNA ELETRÔNICA = FRAUDE DE 2014

É uma INJUSTIÇA contra os trabalhadores urbanos manter a PREVIDÊNCIA RURAL, com seus PRIVILÉGIOS E DÉFICITS ACIMA DE 100 BILHÕES, na mesma conta da PREVIDÊNCIA URBANA, que está sendo ROUBADA pelo PT-PMDB-PP, MST, FARCs, pelos fraudadores do MTST, que se inscrevem na PREVIDÊNCIA RURAL, são urbanos, e nunca escutaram um galo cantar!

Anônimo disse...


VOTO IMPRESSO JÁ EM 2018.
URNA ELETRÔNICA = FRAUDE DE 2014

É uma INJUSTIÇA contra os trabalhadores urbanos manter a PREVIDÊNCIA RURAL, com seus PRIVILÉGIOS E DÉFICITS ACIMA DE 100 BILHÕES, na mesma conta da PREVIDÊNCIA URBANA, que está sendo ROUBADA pelo PT-PMDB-PP, MST, FARCs, pelos fraudadores do MTST, que se inscrevem na PREVIDÊNCIA RURAL, são urbanos, e nunca escutaram um galo cantar!

Anônimo disse...

VOTO IMPRESSO JÁ EM 2018.
URNA ELETRÔNICA = FRAUDE DE 2014

É uma INJUSTIÇA contra os trabalhadores urbanos manter a PREVIDÊNCIA RURAL, com seus PRIVILÉGIOS E DÉFICITS ACIMA DE 100 BILHÕES, na mesma conta da PREVIDÊNCIA URBANA, que está sendo ROUBADA pelo PT-PMDB-PP, MST, FARCs, pelos fraudadores do MTST, que se inscrevem na PREVIDÊNCIA RURAL, são urbanos, e nunca escutaram um galo cantar!

Anônimo disse...


VOTO IMPRESSO JÁ EM 2018.
URNA ELETRÔNICA = FRAUDE DE 2014

É uma INJUSTIÇA contra os trabalhadores urbanos manter a PREVIDÊNCIA RURAL, com seus PRIVILÉGIOS E DÉFICITS ACIMA DE 100 BILHÕES, na mesma conta da PREVIDÊNCIA URBANA, que está sendo ROUBADA pelo PT-PMDB-PP, MST, FARCs, pelos fraudadores do MTST, que se inscrevem na PREVIDÊNCIA RURAL, são urbanos, e nunca escutaram um galo cantar!