Terrorista palestino jogou bomba em manifestação paulista contra a nova lei de imigração.

Depois de apanhar bastante por ter agredido manifestantes, este palestino foi preso, algemado e enfiado no camburão da PM.

A Polícia Militar de São Paulo investiga nesta quinta-feira o grupo de terroristas palestinos que prendeu na noite desta terça-feira, na avenida Paulista.Em nota, a Secretaria da Segurança Pública afirmou que quatro homens foram presos em flagrante e responderão por "explosão, lesão corporal, associação criminosa e resistência durante confronto em manifestação", e outros dois homens foram levados para o 78º DP e liberados.A SSP afirma ainda que "o grupo teria agredido manifestantes que protestavam contra a Lei da Imigração, inclusive arremessado artefato explosivo".

Coordenador da Direita São Paulo, grupo que organizou a passeata, André Petros Angelides deu sua versão ao caso. Ele disse que o grupo protestava "pacificamente" quando, quase em frente à estação Consolação de metrô, "uma bomba caseira foi jogada na direção da gente" e o grupo de seis palestinos foi para a agressão.Os manifestantes reagiram e bateram para valer nos palestinos.

- Eu vi a bomba saindo da calçada e caindo no meio da galera. Machucou a perna de um dos nossos manifestantes.

Um deles  dos palestinos é Hasan Zarif, líder do movimento Palestina para Tod@s e dono do Al Janiah, bar no Bixiga (região central de São Paulo) administrado por refugiados e militantes da causa palestina. Hasan Zarif, dono do bar Al Janiah, foi detido pela PM nesta terça (2)

Um vídeo que está na internet, mostra o momento em que um bomba é arremessada por um rapaz de camisa branca contra o protesto. A Direita São Paulo diz que o artefato veio de um rapaz "de etnia árabe". Só é possível ver que ele não participava da passeata.

CLIQUE AQUI para saber mais e examinar o vídeo com o ataque terrorista.

14 comentários:

Anônimo disse...

Depois que o câncer está instalado e nada é feito, virão as metástases, vejam bem o caso do PT. O mal se corta na raiz.

Cap Caverna disse...

Esses marginais, vem para a casa dos outros, fazer guerrilha. Essa gentalha, tem que ficar no deserto comendo gafanhoto e escorpião. Tem muito do DNA de um pit bull!

Anônimo disse...

MALDITOS PORCOS PALESTINOS... TERRORISTAS SUJOS, DEVIAM ESCURRAÇALOS DO NOSSO BRASIL, SÃO SUJOS, BURROS, FEIOS E IGNORANTES.

Anônimo disse...

São pAUlo, nas mãos do PSDB é terra de ninguem.

Anônimo disse...

Caro Políbio e caros leitores,

Sugiro enviar o caso do atentado islâmico no Brasil ao Alex Jones. Provavelmente ele vai se interessar e divulgar o caso.

Eis um vídeo:

o primeiro atentado islamico no Brasil:

a Religião da Paz chegando ao Brasil.
ACORDA BRASIL! IMIGRANTES ISLÂMICOS COMEÇARAM A ATACAR OS BRASILEIROS.

https://youtu.be/B4AU8_itAmg

Anônimo disse...


Senhores deputados federais,


Vocês conseguem ouvir o trabalhador brasileiro?

Os trabalhadores brasileiros estão roucos de gritar.

Não à Reforma da Previdência

Não à adesão compulsória à Previdência Pública

NÃO ao PL dos IMIGRANTES


Porque o governo Temer está distribuindo nosso suado dinheiro, doando 100 bilhões de reais para as Teles, com os deputados em troca de apoios, com o aumento de novos ministérios, criando Lei para favorecer imigrantes, um exército de mercenários desempregados.

Contra o povo, governo Temer faria bem aos deputados se VETAR a nova lei contra nós, os brasileiros, que nos fere de morte, ao sustentar e incentivar a importação de bandidos das FARCs, do EI e do mundo inteiro.

NÃO À LEI TERRORISTA DE ADOÇÃO DE IMIGRANTES ARMADOS, BANDIDOS, SUSTENTADOS POR NÓS O POVO BRASILEIRO!

O governo Temer age como um inimigo do povo roubado, importando e sustentando imigrantes com direito a tudo que os brasileiros não recebem, mesmo tendo pago porisso, compulsoriamente.

Vamos fazer um negócio, deputados federais?

Trocamos os nossos votos em 2018 pelos votos de vocês contra a reforma da previdência, porque Temer não tem legitimidade.

Temer sacrifica, ataca o povo brasileiro. Diz uma coisa e faz outra. Diz que o Brasil não tem dinheiro mas age distribuindo um dinheiro que diz não existir.

Vocês deputados precisam aconselhar Temer a vetar o PL da Imigração, feita cheia de brechas legais, com concessões de privilégios aos estrangeiros, sem consultar nosso povo , o único sacrificado a sustentar os imigrantes!

2018 está muito perto!
Seja esperto!

Anônimo disse...

Os senadores canalhas que aprovaram a lei de imigração são cúmplices responsáveis por tudo o que ocorrer em decorrência da abertura de facilidades para a vinda de jihadistas islâmicos.
Ana Amélia, Lasier Martins e Paulo Paim são os cúmplices aqui no RS.

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Polibio não distorce os fatos. Esses guardas não investigam coisa alguma, pois a função deles é apenas o policiamento de quarteirão. Investigação é prerrogativa constitucional apenas das POLÍCIAS JUDICIÁRIAS.

Anônimo disse...

Fica quieto nazista!

Anônimo disse...

Loeffler alemão nazista!

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Qual o mal que aflige esses cagões que se escondem atrás do anonimato? Expliquem meninas, pois o que eu disse a quem tem capacidade de raciocínio e igual capacidade de ler o que está escrito é tão somente o óbvio. Guardas não investigam crimes, prerrogativa apenas das POLÍCIAS JUDICIÁRIAS que obviamente são compostas por cidadãos do povo, civis, portanto, tal como na origem dessas instituições, a velha POLIS na Grécia. Voltem à escola seus idiotas.

Anônimo disse...

Loeffler, a educação que te deram é de nazista. A escola que tu estudou acabou em 1945 em Berlim. Até aquela data os teus chamavam qualquer um de idiota, como tu faz, depois disto, em 1946, estavam todos cagadinhos em Nuremberg. Alguns destes bandidos, um especialmente que eu sei que tu como nazista ama, fugiram para a Argentina. Como tu bem sabe e para a tua tristeza pegaram o bandido e acertaram as contas. Babaca!

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Na Argentina bandidos do Mossad (pois agentes de um Estado estrangeiro) localizaram e sequestraram o Coronel SS Adolf Heichmann levando-o a Israel. Lá simularam um julgamento e o assassinaram na forca. E digo isto tendo em vista que n nenhuma lei pode retroagir senão para beneficiar o réu. Não sendo assim não é justiça e sim vingança. Inexistindo tal Estado quando dos crimes, Heichmann deveria ter sido julgado na Alemanha onde os crimes teriam ocorrido. Se duvidarem do que digo lembro que escrevi sobre isto em carta pública no Correio do Povo faz mais de meio século e o que digo hoje também disse à época. Nada mudou, mas os ignorantes dizem bobagens por que falam sobre assuntos que desconhecem.
Políbio para encerrar essa polêmica descabida explica a esse "gênio" que estou certo no que acabo de afirmar já que tens formação em Ciências Jurídicas e Sociais.

Anônimo disse...

Nazista Loeffler, tu sofre do mesmo desvio de personalidade da Maria do Rosário. Vocês 2 amam e só enxergam direitos de bandidos. É este desvio de caráter que te faz defender, sem um pingo de vergonha, um assassino em massa como o Eichmann e chamar de bandido quem prende ele e leva a julgamento. Para ti e para a Rosário bom é o bandido (no teu caso o assassino) e ruim é o policial. Demente, faz o seguinte, funda o Quarto Reich em Xangri-la.
Agora, se realmente tu acha que o Mossad é bandido, tu errou de blog, idiota. O teu blog é o do Psol, do Babá e do Pedro Ruas.