Votação da reforma da previdência começará as 9h30min na Comissão Especial da Câmara

O governo espera conseguir folgada maioria.Ao lado o relator, Arthur Oliveira.

CLIQUE AQUI para ler, também,esta esclarecedora entrevista publicada neste final de semana pela revista Época: "As reformas de Temer prejudicam os pobres ?

A votação do texto da reforma da previdência na comissão está prevista para hoje, mas depende do fim da fase de discussões, que foi suspensa no fim da tarde de ontem, assim que foi dado início à pauta do dia no plenário da Câmara. Mas o presidente do colegiado, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), manteve a votação para hoje, a partir das 9h30.

Às vésperas da votação do texto da reforma da previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados, diferentes categorias de trabalhadores intensificaram a pressão por regras mais brandas. Servidores públicos e representantes dos aeronautas fizeram ontem um corpo a corpo durante a sessão do colegiado para tentar convencer os deputados a alterar o texto em benefício desses trabalhadores, enquanto agentes penitenciários invadiram o ministério da Justiça. O relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), garantiu que nada muda. 

3 comentários:

Anônimo disse...

SETOR PUBLICO BRASILEIRO: Um dos mais ineficientes do mundo, onde imperam as regalias salariais, penduricalhos como prêmios e os benefícios previdenciários que nem o primeiro mundo concede e, por óbvio, onde ocorrem as maiores resistências a Reforma Previdenciária e onde continuará ocorrendo tais regalias, mesmo que ocorra a tal reforma. Os poderes executivo e legislativo, em todos os níveis (federal, estadual e municipal), são reféns dessa casta e concedem benefícios em cima de benefícios (tudo pago pelo contribuinte). Os salários são muito acima do mercado (na maioria das vezes, respeitadas as exceções dos que realmente trabalham), e os reajustes são quatro vezes superiores ao do mercado. Em troca, "não viram/veem" bilhões e bilhões serem retirados dos cofres públicos, da Petrobrás, do BNDES e de outras estatais e órgãos públicos, inclusive dos fundos de aposentadoria deles mesmo. Para enganar a sociedade, os mesmos que "não viram" o dinheiro público sendo retirado do país e levado para o exterior "elaboram" números MARAVILHOSOS sobre as contas da previdência social, dizendo que é superavitária. Só no Brasil, então, onde milhares deles se aposentam com um mínimo de contribuição e salário igual ao da ativa, a previdência é superavitária. Os principais países do mundo fizeram a reforma e o Brasil é a grande exceção. Ora, gente, a quem vocês querem enganar? Só os trouxas que replicam nas redes sociais suas publicações chantagistas, mentirosas e desonestas.

Anônimo disse...


Senhores deputados federais,


Vocês conseguem ouvir o trabalhador brasileiro?

Os trabalhadores brasileiros estão roucos de gritar.

Não à Reforma da Previdência

Não à adesão compulsória à Previdência Pública

NÃO ao PL dos IMIGRANTES


Porque o governo Temer está distribuindo nosso suado dinheiro, doando 100 bilhões de reais para as Teles, com os deputados em troca de apoios, com o aumento de novos ministérios, criando Lei para favorecer imigrantes, um exército de mercenários desempregados.

Contra o povo, governo Temer faria bem aos deputados se VETAR a nova lei contra nós, os brasileiros, que nos fere de morte, ao sustentar e incentivar a importação de bandidos das FARCs, do EI e do mundo inteiro.

NÃO À LEI TERRORISTA DE ADOÇÃO DE IMIGRANTES ARMADOS, BANDIDOS, SUSTENTADOS POR NÓS O POVO BRASILEIRO!

O governo Temer age como um inimigo do povo roubado, importando e sustentando imigrantes com direito a tudo que os brasileiros não recebem, mesmo tendo pago porisso, compulsoriamente.

Vamos fazer um negócio, deputados federais?

Trocamos os nossos votos em 2018 pelos votos de vocês contra a reforma da previdência, porque Temer não tem legitimidade.

Temer sacrifica, ataca o povo brasileiro. Diz uma coisa e faz outra. Diz que o Brasil não tem dinheiro mas age distribuindo um dinheiro que diz não existir.

Vocês deputados precisam aconselhar Temer a vetar o PL da Imigração, feita cheia de brechas legais, com concessões de privilégios aos estrangeiros, sem consultar nosso povo , o único sacrificado a sustentar os imigrantes!

2018 está muito perto!
Seja esperto!

Anônimo disse...


Senhores deputados federais,


Vocês conseguem ouvir o trabalhador brasileiro?

Os trabalhadores brasileiros estão roucos de gritar.

Não à Reforma da Previdência

Não à adesão compulsória à Previdência Pública

NÃO ao PL dos IMIGRANTES


Porque o governo Temer está distribuindo nosso suado dinheiro, doando 100 bilhões de reais para as Teles, com os deputados em troca de apoios, com o aumento de novos ministérios, criando Lei para favorecer imigrantes, um exército de mercenários desempregados.

Contra o povo, governo Temer faria bem aos deputados se VETAR a nova lei contra nós, os brasileiros, que nos fere de morte, ao sustentar e incentivar a importação de bandidos das FARCs, do EI e do mundo inteiro.

NÃO À LEI TERRORISTA DE ADOÇÃO DE IMIGRANTES ARMADOS, BANDIDOS, SUSTENTADOS POR NÓS O POVO BRASILEIRO!

O governo Temer age como um inimigo do povo roubado, importando e sustentando imigrantes com direito a tudo que os brasileiros não recebem, mesmo tendo pago porisso, compulsoriamente.

Vamos fazer um negócio, deputados federais?

Trocamos os nossos votos em 2018 pelos votos de vocês contra a reforma da previdência, porque Temer não tem legitimidade.

Temer sacrifica, ataca o povo brasileiro. Diz uma coisa e faz outra. Diz que o Brasil não tem dinheiro mas age distribuindo um dinheiro que diz não existir.

Vocês deputados precisam aconselhar Temer a vetar o PL da Imigração, feita cheia de brechas legais, com concessões de privilégios aos estrangeiros, sem consultar nosso povo , o único sacrificado a sustentar os imigrantes!

2018 está muito perto!
Seja esperto!