TRF4 diz que 90% das sentenças de Moro são mantidas em Porto Alegre

Veja teve posição premonitória no caso de Lula.

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Carlos Thompson Flores (foto ao lado), disse esta manhã na Rádio Guaíba, Porto Alegre:

1)  A defesa do petista – e o Ministério Público Federal, querendo aumentar a pena – irão recorrer e o processo terá uma sentença definitiva.

2) Todas as etapas devem estar superadas em um ano. Ele acredita que até agosto do ano que vem estes processos já estejam pautados para julgamento.”

3) A futura decisão do colegiado de três desembargadores do TRF4, que tem sede em Porto Alegre, será definitiva, mesmo que ainda haja a possibilidade de o caso vir a ser analisado no Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça. A decisão do TRF4 é final. O STJ e o STF irão examinar questão de direito, como se teria havido violação ao direito da defesa. Mas eles não vão reexaminar prova de novo, se o que a testemunha declarou estava ou não correto

Durante todo o período da Lava Jato, o TRF4 examinou 701 processos relacionados à operação. A maioria era pedido de habeas corpus. 90% das sentenças proferidas juiz Sérgio Moro tem sido mantidas.

6 comentários:

Anônimo disse...

O que? Pronto para ser pautado em agosto?
Humm, cheiro de pizza no ar, estão preparando a acama para lula ser candidato em 2018, e é só o que ele quer, e muita canalhada dos políticos, pois só ele, o barba, teria força de salvá-los, assim como empresário corruptos e a grande imprensa, metida até os gargomilhos com a Orcrim petista, tais como a RBS Zelotes e a Globo bandida golpista!

Realista disse...

O presidente do TRF4 possui um sobrenome de grande tradição e crédito no sul do Brasil.
Os brasileiros de bem esperam ver o exercício da honra de tal crédito e tradição.

Anônimo disse...

Me desculpem o comentário, mas acho este cidadão um almofadinha jurídico.

Anônimo disse...

Tem algo podre no reino da Dinamarca.

Anônimo disse...

Só a apresentação deste desembargador já impõe respeito. Novos tempos, talvez? A liturgia do cargo parece estar voltando. Bom sinal.

Anônimo disse...

Seria muito gratificante que este pulha do Lulladrão fosse condenado definitivamente, aqui no RS. Seria uma lição e tanto para estes petralhas comunas da grande Porto Alegre. Fodam-se todos os petralhas! Cadeia, é o que vocês merecem!