A falácia da dívida maior com a União

A colunista do Correio do Povo, Taline Oppitz, surpreendeu-se, hoje, com os termos de um "documento elaborado por técnicos de vários Partidos", pelo qual fica demonstrado que ao final e ao cabo da carência oferecida pela repactuação da dívida com a União, as prestações mensais pularão de R$ 300 milhões mensais para R$ 450 milhões.

Acacianamente, escreve a jornalista:

- Vamos aumenbtar e engordar a dívida com a União.

Taline Oppitz, do mesmo modo que a oposição lulopetista, não conhece a diferença entre "anistia" e "carência", mas basta consultar o Google para saber do que se trata.