OAS delata Dias Toffoli, ministro do STF. "Ele levou propina", denunciou Leo Pinheiro.

Veja disponibilizou novamente esta reportagem de capa de agosto de 2016, apresentada, agora, numa lista das 10 mais lidas. O homem da foto à direita é Leo Pinheiro. O material saiu na capa do site da revista, hoje.

Os repórteres Robson Bonin, Thiago Bronzatto e Rodrigo Rangel, contam no site da revista Veja de hoje que o ex-presidente da OAS delatou o ministro do STF Dias Toffoli. Em proposta de colaboração com a Justiça, Léo Pinheiro falou de suas relações com o magistrado e de uma obra em sua “mansão de revista”.

Leia tudo:

Era um encontro de trabalho como muitos que acontecem em Brasília. O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, e o empreiteiro José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, então presidente da construtora OAS, já se conheciam, mas não eram amigos nem tinham intimidade. No meio da conversa, o ministro falou sobre um tema que lhe causava dor de cabeça. Sua casa, localizada num bairro nobre de Brasília, apresentava infiltrações e problemas na estrutura de alvenaria. De temperamento afável e voluntarioso, o empreiteiro não hesitou. Dias depois, mandou uma equipe de engenheiros da OAS até a residência de Toffoli para fazer uma vistoria (...).

A história descrita está relatada em um dos capítulos da proposta de delação do empreiteiro Léo Pinheiro, apresentada recentemente à Procuradoria-Geral da República e à qual VEJA teve acesso. 

CLIQUE AQUI para ler mais.